segunda-feira, junho 17, 2024

’2024 começa como terminou 2023: sem políticas públicas para combater bandidagem’, diz Neto após morte de jovem

Após a morte de um jovem de 18 anos na última quarta-feira (3), na Praia de Cabuçu, distrito de Saubara, no Recôncavo baiano, o ex-prefeito de Salvador e secretário-geral do União Brasil, ACM Neto, cobrou ao governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), a implantação de políticas públicas para a área de segurança pública. A vítima foi assassinada por utilizar uma camisa do desenho animado Mickey Mouse.

“2024 começa da mesma forma que terminou 2023: com ausência de políticas públicas para combater a bandidagem na Bahia. Um jovem de 18 anos foi morto em plena praia de Cabuçu por utilizar uma camisa de desenho animado. Isso é inadmissível”, afirmou, em suas redes sociais.

Neto também propôs a construção de presídios de segurança máxima no estado. “O governador precisa chamar para si a responsabilidade, construir presídios de segurança máxima e investir em tecnologia para evitar que atos terríveis continuem tirando a vida dos baianos”, completou.

Segundo a polícia, a vítima teria sido assassinada por um grupo de seis suspeitos. A corporação afirmou que o símbolo do rato (Mickey) seria vinculado a uma facção criminosa. A principal suspeita é de que o jovem tenha sido vítima de um grupo rival.

Acorda Cidade – Foto: Divulgação

recentes