22 homicídios registrados em setembro deste ano em Feira de Santana; Jardim Cruzeiro foi bairro mais violento

138

Vinte e dois homicídios e três latrocínios (roubo seguido de morte) foram registrados no mês de setembro em Feira de Santana, totalizando 25 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), no mês. O índice é menor que o registrado no mesmo período em 2020, porém a sensação de insegurança é a mesma.

O bairro Jardim Cruzeiro foi o que mais registrou crimes violentos, incluindo um dos latrocínios. Os moradores do bairro têm reclamado bastante da violência, e solicitam policiamento para inibir os assaltos. Por outro lado, nos distritos, nenhum assassinato foi registrado no mês. 

Em setembro de 2021 também foi registrado um excludente de ilicitude (legítima defesa) e quatro mortes em decorrência de intervenção policial (troca de tiros).

Entre as vítimas de CVLIs, está uma mulher e quatro menores de 18 anos, todos vítimas de tiros. Com relação aos homens mortos, três foram assassinados a facadas e os demais a tiros.

Bairros onde ocorreram crimes em setembro:

Número de CVLIs registrados em áreas das Companhias Independentes da Polícia Militar incluindo o excludente de ilicitude:

64ª CIPM: 03
65ª CIPM: 10
66ª CIPM: 13
67ª CIPM: 00
Total: 26

Quase metade do homicídios estão elucidados

O delegado Rodolfo Fato, titular da Delegacia de Homicídios, informou que as constantes prisões e elucidações de crimes se refletem na redução do índice, mas que há uma variação entre os meses.

“De fato nós tivemos essa redução neste mês, apesar da alta constante no volume total de homicídios ocorridos. Essa variação tem ocorrido entre os meses, meses com maiores incidências, meses com menores incidências, mas acreditamos que também possa haver essa redução em razão das constantes prisões que a Delegacia de Homicídios tem efetivado com o apoio, muitas vezes, da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal no que diz respeito aos crimes que já foram elucidados neste ano”, disse Rodolfo Faro ao Acorda Cidade.

Segundo o delegado, quase metade dos homicídios registrados neste ano já foram elucidados. Ele destaca o apoio da comunidade através das denúncias.

“Quase 50% dos homicídios estão elucidados,. Então, é um trabalho, um esforço contínuo dos investigadores que aqui desempenham suas funções, graças a Deus, a sociedade tem contribuído em alguns casos no sentido de fornecer informações que possamos chegar a autoria e, em razão disso, conclamamos que o maior número de pessoas possam contribuir, mesmo de maneira anônima”, destacou.

Número de homicídios em 2021 mês a mês:

Janeiro – 33 homicídios

Fevereiro – 27 homicídios

Março – 34 homicídios

Abril- 46 homicídios

Maio – 45 homicídios

Junho – 32 homicídios

Julho – 20 homicídios

Agosto – 36 homicídios

Setembro – 22 homicídios

Levantamento feito pelo repórter Aldo Matos do Acorda Cidade