quarta-feira, maio 29, 2024

A Cultura de Ipirá no ponto de vista de Gledson Vieira

Em conversa com a redação do Caboronga Notícias, e ao programa Doze em Ponto da Serra Dourada FM, Gledson Vieira, represente territorial na área da Cultura da SECULT-BA, falou da sua experiência na cultura e disse que em 2014 fundou o Trilha Economia Criativa com intuito prestar assessoria no setor cultural, porém antes disso, atuou também como produtor cultural e em 2019 foi instrutor do Programa Trilha e Qualifica Bahia na área da cultura, programa de profissionalização ligado a SETRE-BA (Secretaria de Emprego e Renda do Estado).

Com a pandemia, ele retornou para Ipirá e no final de 2020 foi responsável junto com a amiga Tainá Bastos, e os servidores na época Baratinha e Taís, responsável pela aplicação da Lei Aldir Blanc sendo da Comissão de Acompanhamento e Fiscalização da referida lei , nesse momento percebeu o grande atraso na área cultural do município.

Após esse contato direto com a realidade atual, constatei que o abandono das políticas culturais, tenha trazido vários danos para o setor. Então resolvi iniciar um debate para reativação do Conselho Municipal de Políticas Culturais, que está inativo desde 2006.

Passando pela UFBA na qual estudou Gestão e Políticas Públicas na área da cultura e também fazendo pesquisa, especializações, resolveu dar sua contribuição para que o Sistema Municipal de Cultura fosse implantado, e agora assumindo a Representação Territorial na área da Cultura da SECULT-BA, acredito que possa ajudar ainda mais, não só Ipirá, mais todos os municípios do território da Bacia do Jacuípe.

Pensando nisso, Gledson vem sistematizando, o que realmente precisa em relação políticas culturais, que são diferentes de ações pontuais feitas por uma gestão.

O que precisamos para cultura de Ipirá?

1. Sistema Municipal de Cultura – Projeto de Lei regulamentado e contemplando os instrumentos e objetivos:
2. Conselho Municipal de Políticas Públicas para Cultura;
3. Editais de Fomento; Estimular a criação, a produção, o acesso, a formação e o desenvolvimento cultural da cidade; Promover e democratizar o acesso aos bens culturais; e estimular as dinâmicas culturais locais e a criação artística.
4. Programa Municipal de Difusão, distribuição e Capacitação Profissional;
5. Linha de crédito para empreendedorismo cultural;
6. Criação da Lei Municipal de Incentivo a Cultura;
7. Preparação da equipe e elaboração de plano de trabalho e aplicação para as Leis Paulo Gustavo e LAB. (Lei Aldir Blanc)
8. Parcerias com instituições e órgãos estaduais e nacionais de cultura;
9. Ações de valorização e divulgação dos artistas da cidade.

Veja Vídeo do Samba de Ipirá

 

Caboronga Notícias com imagem e vídeo de divulgação

recentes