Após causar polêmica por dizer que “o crime organizado” está dentro da Câmara, o vereador e cantor Igor Kannário (PHS), em sua apresentação no circuito Osmar, no Campo Grande, na tarde desta segunda-feira (27) chamou pelo prefeito ACM Neto (DEM) em frente ao camarote da prefeitura. O demisa, entretanto, havia deixado o local momentos antes.

“Não estou aqui para prejudicar ninguém. Fiquei sabendo que vários vereadores pediram a minha cabeça. Mas eles se esquecem que antes de Neto me chamar para tocar, eu passava fome. Não tinha um ovo dentro da minha casa porque assinei um contrato de 10 anos com uma gravadora”, disse o edil. “Sou parceiro de Neto, e se ele for para o ralo irei junto. Se ele for para o céu, irei junto também”, acrescentou.

Questionado pela imprensa sobre o assunto, Neto não quis comentar, mas vários vereadores reivindicaram explicações e provas por parte de Kannário.

Por Redação Bocão News | Fotos: Gilberto Júnior / Bocão News