Ambulâncias de Ipirá podem parar a qualquer momento

Desde o início do ano os motoristas das ambulâncias do Município de Ipirá não recebem diárias para os gastos fora da cidade.

Trata-se de trabalhadores que ganham em média pouco mais que um salário mínimo, cerca de 1.300 reais.Com um salário tão baixo, as diárias são imprescindíveis para a alimentação ou qualquer gasto que os motoristas necessitam fazer em viagem a cidades como Salvador, Feira de Santana, Rui Barbosa, entre outras.

Trata-se de uma das funções mais cansativas e perigosas do serviço público, já que eles precisam estar prontos 24 horas por dia, conduzindo vidas.Como a categoria vem conversando com os responsáveis na Prefeitura desde janeiro e até o momento nada foi feito, formalizaram o problema e a necessidade de solução, atrás de ofício e protocolaram no Gabinete do Prefeito e na Secretaria da Saúde e, caso nenhuma providência seja tomada para a regularização, pretendem cruzar os braços por total impossibilidade de estarem arcando com as despesas da viagem.

Acompanhe documento a seguir https://www.facebook.com/photo?fbid=159096019435409&set=pcb.159096146102063

Caboronga Notícias com imagens de divulgação