América-MG vence Atlético-MG, quebra jejum de seis anos e dispara no Brasileirão

84

No clássico mineiro que marcou a rodada deste final de semana, no Campeonato Brasileiro, o América-MG levou a melhor e superou o favorito Atlético-MG por 2 a 1 neste sábado, no estádio Independência. O resultado levou o time de Vágner Mancini à vice-liderança provisória, com nove pontos, um a mais do que o rival;

Bastante irritado, Hulk levou cartão amarelo ainda no primeiro tempo e ao final da partida reclamou com o juiz da partida. A vitória do América colocou fim a um jejum de seis anos sem triunfos sobre os atleticanos. Além disso, derrubou a série de 19 jogos sem perder na temporada até então ostentada pelo rival, assim como a invencibilidade de 36 partidas como mandante.

O Atlético-MG foi surpreendido com a marcação na saída de bola e a falta de atenção acabou custando caro. Henrique Almeida recuperou uma bola no ataque e serviu Juninho que entrou na área. Allan, que havia errado no lance anterior, piorou as coisas e cometeu pênalti. Iago Maidana bateu firme no canto, sem defesa para o goleiro, e cravou 1 a 0 para o América-MG aos sete minutos.

O bom início da equipe de Vagner Mancini confundiu o Atlético-MG, que não conseguiu se encontrar em campo e permitiu a pressão do adversário. A equipe alvinegra só conseguiu equilibrar as ações no final do primeiro tempo. O atacante Ademir chegou a empatar a partida, mas o lance foi alvo de consulta do VAR, que anulou o gol.

Na volta do intervalo, o jogo ganhou em intensidade. O Atlético-MG forçou a marcação sob pressão e o América-MG explorou a velocidade de Felipe Azevedo para levar perigo ao gol de Everson.

O empate veio em uma jogada inspirada da estrela da companhia. Hulk recebeu na área e concluiu de bicicleta. A bola bateu na trave e Nacho Fernández, de cabeça, mandou para as redes: 1 a 1. O lance também foi revisado pelo VAR, mas a arbitragem confirmou o empate atleticano.

A igualdade lançou as duas equipes ao ataque. E quem conseguiu ser mais efetivo foi o América. Raul Cáceres recebeu pela esquerda de Índio Ramírez e chutou firme para fazer 2 a 1 e recolocar a equipe de Vagner Mancini na frente.

No final da partida, Felipe Azevedo, que já tinha cartão amarelo, recebeu o vermelho e deixou o América com dez homens em campo. Já nos acréscimos, o Atlético-MG buscou as bolas alçadas na área para tentar vencer a defesa do América-MG, mas foi o momento de Jaílson, com uma atuação segura, conseguir esfriar o ímpeto atleticano e garantir os três pontos.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 1 x 2 AMÉRICA-MG

ATLÉTICO-MG – Everson; Guga, Réver, Júnior Alonso e Rubens (Calebe); Jair (Fábio Gomes), Allan, Zaracho (Keno) e Nacho Fernández; Ademir (Savio) e Hulk. Técnico: Antonio Mohamed.

AMÉRICA-MG – Jailson; Patric, Iago Maidana, Eder e João Paulo (Raul Cáceres) ; Lucas Kal, Juninho, Matheusinho (Pedrinho) e Gustavo (Aloisio); Felipe Azevedo e Henrique Almeida (Indio Ramirez). Técnico: Vágner Mancini.

GOLS – Iago Maidana, aos 7min do primeiro tempo. Nacho Fernández, aos 23min e Raúl Cáceres, aos 35min da etapa final.

CARTÕES AMARELOS – Réver, Allan, Hulk, Keno, Éder, Juninho e Gustavo

CARTÃO VERMELHO – Felipe Azevedo

ÁRBITRO – Wilton Pereira Sampaio (GO).

RENDA E PÚBLICO – não disponível

LOCAL – Independência, em Belo Horizonte.