A Agência Nacional de Mineração (ANM) determinou que as empresas que tenham barragens de mineração devem continuar em estado de alerta até a próxima sexta-feira, 31, em função da previsão do tempo para os próximos dias.

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) prevê que ainda haverá fortes chuvas nos próximos dias nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Goiás. A maior intensidade de precipitação deve ocorrer na região centro norte de Goiás, regiões litorâneas do Espírito Santo, região centro-sul de Minas Gerais e região serrana do Rio de Janeiro.

Os fiscais da ANM pedem que as equipes de segurança de barragens se mantenham em alerta com monitoramento diário das condições das estruturas – em especial do estado de conservação -, além de manter atenção especial às tomadas dágua dos vertedouros, para garantir a capacidade vertente de acordo com o projeto.

“Em caso de qualquer situação de anormalidade, o Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM) deverá ser acionado e o SIGBM (Sistema Integrado de Gestão de Segurança de Barragens) tem que ser imediatamente informado”, diz a agência.

No sábado, 25, a mineradora Vale informou ter detectado erosão no reservatório da barragem Sul Inferior, na cidade mineira de Barão de Cocais. A situação fez a empresa elevar o nível de alerta de 1 para 2, numa escala que vai até 3. A elevação implicaria a necessidade de retirada das pessoas de zonas mais próximas, mas isso já foi feito por problemas em outra barragem da região.