sexta-feira, maio 24, 2024

Ao lado de Jerônimo e Wagner, Zé Neto lança pré-candidatura à prefeito de Feira de Santana

Faltando poucos meses para as eleições municipais em todo o Brasil, o clima de política está presente em todos os ‘quatro cantos’. Como forma de oficializar o nome à Prefeitura Municipal de Feira de Santana, o deputado federal Zé Neto (PT), lançou na manhã deste domingo (14), a pré-candidatura ao lado de muitos apoiadores.
A casa de shows, localizada na Avenida Maria Quitéria, onde aconteceu o evento, ficou pequena diante da quantidade do público que se fez presente. Além de vereadores, deputados estaduais e federais, Zé Neto também teve o apoio do senador Jaques Wagner (PT) e do governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT).
Durante coletiva de imprensa, Jerônimo declarou que esta é a oportunidade de Feira de Santana viver um novo momento.
“A intenção nossa é apresentar o que nós apresentamos em outras candidaturas, um projeto para Feira de Santana. Nós insistimos com isso, nós insistimos de uma forma tranquila, nós estamos aqui caminhando para uma nova história, é um novo momento porque nós temos o Lula presidente, nós temos o governador da Bahia de Feira de Santana e nós temos uma conjuntura muito favorável para isso. Além disso, Feira já percebeu o maltrato com o governo passado, são ruas, ausência de algumas políticas públicas, então a gente quer trabalhar na perspectiva de apresentar o que nós temos, não é apenas fazer a crítica pela crítica, nós temos projetos e propósitos como creches para educação infantil, nós temos propostas de projetos para a atenção básica, para geração de emprego, para cultura, é nessa perspectiva que nós estamos dizendo, e agora o programa de grande salto é o nosso momento de unidade, é um momento de unificarmos a plataforma em cima do diálogo, por exemplo com o PP, nós estamos construindo uma proposta para Feira de Santana, nós estamos convidando o PP para esta proposta, o MDB em cima de uma proposta e são partidos que já vem de um relacionamento nosso com o Lula e comigo aqui na Bahia. O MDB por exemplo tem secretarias, deputados estaduais, federais, então você imagina esse grande mutirão tratando dos temas de interesse de educação, de água, de povoados, de distritos do êxodo rural”, afirmou.
“A vitória que nós tivemos na eleição passada no primeiro turno se deu por conta de um processo de unidade de quatro partidos com o time do PT, e a gente foi ampliando e de lá para cá nós temos um governador que sabe e conhece a nossa cidade de Feira de Santana, nós ampliamos para mais partidos com mais setor da nossa sociedade, vimos onde acertamos e vimos onde faltou alguma coisa. Nós temos aqui o MDB, a vinda do PP foi importante, os outros partidos que nos fortaleceram mais ainda nessa caminhada, estamos chegando aí, não é um projeto de uma pessoa, não é a tarefa de uma pessoa, não é tarefa de apenas um grupo, é a tarefa de unidade e de amor verdadeiro, amor que cuida não é esse amor da boca para fora que a cidade vai ficar descuidada, alguns falam que amam tanto Feira de Santana que a cidade está passando por mais de 20 anos e a cidade passando por momentos difíceis e ninguém está buscando melhorias”, destacou.
Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

recentes