APLB de Ipirá busca na Biodanza trabalhar o emocional de seus professores e funcionários

39

A APLB Sindicato, delegacia sertãnea atua no município de Ipirá a 26 anos, lutando por uma educação de qualidade e pelos direitos dos trabalhadores em educação. A APLB é uma instituição combativa e que sempre se preocupou com a humanização da educação. ao longo desses anos muitos foram os seminários, palestras e cursos voltados não somente para a formação sindical e reconhecimento/pertencimento da classe trabalhadora enquanto profissionais da educação, capazes de transformar a sociedade. a temática saúde sempre esteve presente nos nossos debates.

Há alguns anos a saúde emocional dos trabalhadores passou a ser uma preocupação dos dirigentes da APLB pois, convivemos diariamente com o descaso do poder público em todas as esferas e a falta de infraestrutura, as péssimas condições de trabalho, o excesso de alunos por turma, a dupla jornada, a falta de segurança, a falta de humanização, contribuem para desvalorizar a carreira, desestimular os profissionais, acarretando no desenvolvimento de uma série de doenças.

De acordo com pesquisas realizadas os principais problemas que afetam educadores são:  ansiedade, depressão, estresse, dor de cabeça e insônia. diante de toda essa problemática e pensando em cuidar de quem cuida da educação, de quem realmente tem o poder de transformar a sociedade, a aplb sindicato deu início ao projeto que agrega terapias integrativas, que visam proporcionar aos trabalhadores experimentar novas atitudes e comportamentos que estimulam e desenvolvem a criatividade existencial. Nesta quarta-feira (11), demos início ao projeto com a biodanza, tendo como facilitador o psicólogo Otavio Mendes. Foi um momento muito significativo de conexão consigo mesmo onde as pessoas puderam se expressar, dançar, rir, chorar, sem medo de julgamentos, resgatando e celebrando a alegria de viver.

Viva a APLB Sindicato

Viva os trabalhadores em Educação!

Caboronga Notícias com ingormações e fotos da APLB