Após relatar perseguição, professor é exonerado da direção de escola em Baixa Grande

53

Após publicar carta aberta à população de Baixa Grande, alegando estar sofrendo perseguições políticas, o diretor do colégio Estadual José Ribeiro Pamponet, professor Antonio Dias Júnior, teve a sua exoneração do cargo publicada no Diário Oficial do Estado, nesta terça-feira (18).

Entenda o caso

Considero perseguição política o que venho sofrendo na direção do Colégio Estadual José Ribeiro Pamponet desde o ano de 2021. Primeiro, em setembro de 2021, houve um movimento feito por políticos e pessoas ligadas ao atual prefeito municipal de nossa cidade Gilvan Rios para me tirar da direção. Não conseguiram. Agora o movimento continua, só que dessa vez partindo da Secretaria Estadual de Educação da Bahia. Se é que os dois movimentos não estão juntos.

Querem me exonerar porque sou honesto, falo a verdade e faço um bom trabalho na direção do Colégio. Convido a todos os baixagrandenses a visitarem o Colégio para que vejam com os próprios olhos. Também peço que perguntem como é a administração do Colégio e a relação da Direção com os estudantes, funcionários, professores e toda a comunidade. São seis anos de trabalho sério, onde o dinheiro público é aplicado como deve ser aplicado. Todos da comunidade são tratados com respeito.

Após a confirmação da exoneração, o professor Júnior como é conhecido por todos, disse o seguinte:

 “Hoje o meu ciclo com diretor do Colégio Estadual José Ribeiro Pamponet em Baixa Grande -BA se encerra. Convicto do dever cumprido e de que nunca devemos passar por cima dos nossos princípios cristãos para se manter em um cargo. Infelizmente o governo tirano de Rui Costa não valoriza os bons servidores. O que ele gosta é de servidores que ele possa manipular”.

Caboronga Notícias com informações do professor Júnior