Companheiro de Cavani na seleção uruguaia, o meia Arrascaeta colocou, em tom de brincadeira, o Flamengo na briga pelo atacante, que tem contrato com o Paris Saint-Germain (FRA) já perto do fim.

“A gente brinca com eles (Luis Suárez e Cavani), mas ainda estão no auge da Europa. Mas quem sabe não pinta uma oportunidade de jogarem no Mengão? O Cavani está finalizando o contrato, vou mandar uma mensagem pra ele pra jogar aqui. A gente (o Flamengo) atingiu um patamar alto de jogadores, isso é importante, mas o essencial é o respeito com grupo e treinador, isso faz a diferença”, disse, em entrevista à Fla TV.

O vínculo de Cavani com o PSG é válido até 30 de junho deste ano, e o futuro do atacante ainda é uma incógnita. O nome do jogador já esteve no radar de Flamengo e Palmeiras, segundo o próprio agente dele revelou.

Recentemente, o uruguaio Diego Lugano, também amigo de Cavani e superintendente de relações institucionais do São Paulo, disse, em entrevista a uma rádio argentina, que a equipe tricolor era candidata a receber o atacante caso ele quisesse voltar a jogar na América do Sul.

No caso do clube rubro-negro, Cavani esteve em pauta quando ainda não havia um acerto pela permanência de Gabigol e a contratação de Pedro ainda não havia se concretizado. Com as duas tratativas finalizadas, as conversas esfriaram.

Esta não é a primeira vez que Arrascaeta “cava” uma vaga para Cavani em um time que atua. Em 2018, quando defendia o Cruzeiro, o meia também fez um lobby para o atacante e chegou a presenteá-lo com uma camisa do clube e com o número 9 e o nome dele às costas.

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOHAPRESS)