segunda-feira, junho 24, 2024

Athletico-PR faz 3 e aumenta crise do Flamengo às vésperas da final da Copa do Brasil

O Athletico-PR obteve uma importante vitória na 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira, ao derrotar o Flamengo, por 3 a 0, em Cariacica. O jogo foi no Espírito Santo porque o gramado do Maracanã passa por reforma.

Revoltada com a péssima atuação do time, a torcida flamenguista vaiou demais Jorge Sampaoli e seus jogadores, preocupada com o primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil, domingo, no Maracanã, contra o São Paulo.

Com o resultado, o Athletico alcança os 37 pontos, na sexta colocação, enquanto o Flamengo permanece com 39 pontos, junto com o Grêmio, atrás de Palmeiras com 41 e Botafogo 51.

O começo do jogo foi todo do Flamengo. Com forte pressão, o time carioca ficou grande parte do tempo no campo adversário. O destaque negativo foi o posicionamento de David Luiz, um dos três zagueiros de Jorge Sampaoli, que atuou como volante, tendo em vários momentos a responsabilidade de armar as jogadas. Sem habilidade, errou demais e foi bastante cobrado pela torcida. O Athletico-PR, de uniforme azul, se limitava a marcar.

Aos 2 minutos, Gabigol teve a chance de abrir o placar, mas chutou em cima de Léo Linck. Aos 18, o goleiro paranaense frustrou também finalização de Everton.

Tanto domínio nos primeiros vinte minutos causou desconcentração do setor defensivo do Flamengo. O goleiro Matheus Cunha saiu jogando errado e Vitor Bueno quase aproveitou. Aos 21, a falha foi de David Luiz e Thiago Maia. Cuello só não marcou porque Matheus Cunha fez bela defesa.

Tantos erros da zaga flamenguista foram castigados aos 26 minutos. Vitor Bueno bateu, a bola desviou em Pedro e Matheus Cunha deu rebote, aproveitado por Cacá, que abriu o placar para o Athletico.

Mesmo desorganizado, o Flamengo foi ao ataque em busca do empate, mas pouco produziu de perigo para a defesa atheticana. Aos 44 minutos, após escanteio cobrado por Gabigol, Léo Pereira cabeceou e Madson salvou em cima da linha, com o goleiro Léo Linck batido.

A final do primeiro tempo, parte da torcida do Flamengo vaiou o time e protestou contra os dirigentes do clube presentes em Cariacica.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com duas alterações. Allan e Everton Ribeiro entraram nos lugares de David Luiz e Victor Hugo, mas a produção continuou praticamente nula. O Athletico-PR percebeu a possibilidade de ampliar a vantagem e foi para o ataque. Aos 4 minutos, Zapelli quase fez o segundo gol paranaense.

A noite em Cariacica não foi boa para o Flamengo. Allan , que havia entrado no intervalo, sentiu uma lesão e precisou ser substituído, após 17 minutos em campo. Para piorar, Gabigol foi expulso após falta violenta em Cuello, aos 21 minutos. O árbitro Rafael Rodrigo Klein puniu o atacante do Flamengo depois de ser chamado pelo VAR.

Sob os gritos da torcida de ‘time sem vergonha’, Pedro arriscou de longe para defesa de Léo Linck, aos 23. Pablo quase marcou o segundo do Athletico, aos 29, enquanto Pedro, de novo, obrigou Léo Linck a fazer nova defesa.

O Athletico-PR aproveitou o desespero do mal organizado Flamengo em obter o empate e, no contra-ataque, fez o segundo gol com Alex Santana.

E ainda houve tempo para o terceiro gol. Rômulo pegou rebote de Matheus Cunha e foi derrubado por Everton Ribeiro. Pênalti que Vitor Bueno bateu e marcou: 3 a 0, aos 51 minutos.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 0 X 3 ATHLETICO-PR

FLAMENGO – Matheus Cunha; Fabrício Bruno, David Luiz (Allan/Igor Jesus) e Léo Pereira; Wesley, Thiago Maia, Gerson, Everton e Victor Hugo (Everton Ribeiro); Gabigol e Pedro. Técnico: Jorge Sampaoli.

ATHLETICO-PR – Léo Linck; Madson (Bruno Peres), Thiago Heleno, Cacá, Esquivel; Erick, Hugo Moura (Alex Santana), Zapelli (Willian) e Vitor Bueno; Cuello (Rômulo) e Pablo. Técnico: Wesley Carvalho.

GOLS – Cacá aos 26 minutos do primeiro tempo. Alex Santana aos 38 e Vitor Bueno aos 51 do segundo.

CARTÕES AMARELOS – Wesley, Everton Ribeiro, Hugo Moura, Alex Santana.

CARTÃO AMARELO – Gabigol.

ÁRBITRO – Rafael Rodrigo Klein (RS).

RENDA – Não divulgada.

PÚBLICO – Não divulgado.

LOCAL – Estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES).

recentes