Ativistas baianos defendem a volta da monarquia em ato pró-Bolsonaro, na Barra

manifestação em defesa do presidente Jair Bolsonaro (PSL) teve diversas outras reivindicações, além da Reforma da Previdência e do pacote anticrime do ministro Sérgio Moro. Vários ativistas circularam pelo local com camisas e bandeiras com o símbolo da monarquia.

Ao BNews, o ativista Ederson Bonfim revelou que as manifestações são de iniciativa popular. No entanto, o grupo deseja criar um círculo monárquico, aglutinando todos os simatizantes do movimento.

“Dom Pedro II foi um dos maiores líderes que esse país já teve. Além de ser uma pessoa muito culta, era chamado para mediar conflitos entre nações na época dele”, afirmou. Na linha sucessória, caso o país ainda estivesse na monarquia, Luíz Gastão de Orléans e Bragança seria o imperador do Brasil.

Segundo ele, a volta da monarquia aconteceria através de um plesbicito. No entanto, acredita que é preciso fazer uma conscientização antes de submeter a decisão para a iniciativa popular.

O vereador Alexandre Aleluia (DEM) também foi para a manifestação trajando uma camiseta em alusão à monarquia. “Eu sou estudioso de história do Brasil, admiro o período do Império. Tenho completa convicção que o golpe da República trouxe diversos problemas para o Brasil. É lógico que esse debate é muito aquém do que acontece hoje no Brasil, é uma coisa muito fora, mas é apenas simbólico aqui”.

Por: Henrique Brinco/ BNews com imagens de Carlos Alberto