Bahia completa 7 jogos sem vencer; 5 pelo Brasileiro

32

Chapecoense e Bahia desperdiçaram a chance de retomar o caminho das vitórias na manhã deste domingo. Jogando na Arena Condá, em Santa Catarina, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, as equipes até tentaram, mas não conseguiram transformar as chances criadas em gols e tiveram que amargar um empate por 0 a 0, aumentando o jejum de triunfos. São 7 partidas sem os baianos conseguirem vencer, 5 das quais pelo Campeonato Brasileiro, e mais um empate e uma derrota para Grêmio pela Copa do Brasil. Nesses jogos, o Tricolor a defesa até funcionou sofrendo 4 gols, mas o ataque fez apenas 2 gols.

Com o resultado, a Chapecoense chega ao sexto jogo sem vitória, vai aos nove pontos, segue momentaneamente na 18ª colocação e perde a chance de deixar a zona de rebaixamento. O Bahia, por sua vez, prolonga o jejum de triunfos para sete jogos, contando Copa do Brasil e Série A, alcança os 16 pontos e ocupa provisoriamente a 11ª posição.

A Chapecoense volta aos gramados pela competição apenas na segunda-feira,  5, quando vai a Porto Alegre visitar o Grêmio, na Arena, às 20 horas (de Brasília). No domingo, 4, às 16 horas, o Bahia recebe o Flamengo na Fonte Nova.

Primeiro tempo equilibrado

Buscando uma pressão inicial, a Chapecoense colocou Douglas para trabalhar logo aos três minutos. Camilo cobrou falta da entrada da área no ângulo esquerdo, mas viu o arqueiro do Bahia voar alto para espalmar e praticar uma grande intervenção.

Após o susto, o Bahia cresceu na partida, tomou o controle das ações e construiu boas oportunidades. Após cruzamento de Lucca, Artur apareceu como elemento surpresa e cabeceou rente à trave. Mais tarde, em nova bola alçada à área, Juninho ficou com a sobra e finalizou para Tiepo defender.

Apesar da superioridade baiana, a Chapecoense protagonizou, ao lado do árbitro Dewson Fernando Freitas, o lance mais polêmico do primeiro tempo. Depois de escanteio, Douglas deu um soco na bola e foi bloqueado por três jogadores dos mandantes antes de Henrique Almeida mandar para as redes. O juiz, no entanto, precisou consultar o recurso de vídeo para anular o tento.

Ataques em alvo

Cientes da necessidade de uma vitória pelo momento que vivem, Chapecoense e Bahia se lançaram ao ataque na segunda etapa. Antes dos 10 minutos jogados, Moisés já havia obrigado Tiepo a realizar defesa, enquanto Henrique Almeida desperdiçou boa chance para a Chape ao arrematar por cima da meta.

Mais incisivos no ataque, o time visitante voltou oferecer perigo. Após Tiepo salvar mais uma vez em arrancada de Lucca, o goleiro nada pôde fazer em confusão na área e viu Artur tocar em sua saída, mas Gum apareceu em cima da linha para impedir o gol baiano.

Com o passar do tempo, as duas equipes foram se desesperando dentro de campo, perderam a organização e a partida ficou travada no meio-de-campo. Ainda assim, os baianos tiveram a oportunidade derradeira em chute de Gregore, porém a bola passou raspando a trave.

Ficha Técnica

Chapecoense 0 x 0 Bahia

Local: Arena Condá, Chapecó, SC

Data: 28 de Julho de 2019, domingo

Horário: 11 horas (de Brasília)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)

Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Helcio Araujo Neves (PA)

Cartão amarelo: Ezequiel (BAH)

Chapecoense: Tiepo; Eduardo, Gum, Douglas (Maurício Ramos) e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Augusto, Camilo (Diego Torres) e Gustavo Campanharo; Everaldo e Henrique Almeida (Arthur Gomes).

Técnico: Emerson Cris

Bahia: Douglas; Ezequiel, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e Ramires (Shaylon); Lucca (Fernandão), Artur e Gilberto (Clayton)

Técnico: Roger Machado