quarta-feira, maio 29, 2024

Bahia goleia o Itabuna na Fonte Nova e se classifica à final do Campeonato Baiano

O Bahia está de volta à final do Campeonato Baiano. Após dois anos sem participar, o Esquadrão garantiu sua vaga à decisão do estadual de 2023 neste sábado (18) ao golear o Itabuna por 4 a 1 na Arena Fonte Nova. O jogo de ida foi vencido pelo Dragão do Sul, por 1 a 0.

De acordo com o Bahia Notícias, parceiro do Acorda Cidade, agora, o Tricolor de Aço espera o vencedor do confronto entre Jacuipense e Juazeirense, que se enfrentam neste domingo (19) na Arena Valfredão, em Riachão do Jacuípe. O Leão do Sisal venceu o primeiro jogo por 1 a 0.

Antes, o Bahia faz seu último jogo na Copa do Nordeste, contra o CRB. O duelo será na próxima quarta-feira (22), às 21h30, na Fonte Nova.

O JOGO

A primeira chance clara da partida foi do Bahia, com Vitor Jacaré. O camisa 29 recebeu bom passe aos 6 minutosde Biel dentro da área e saiu cara a cara com Thiago Passos, que saiu bem para abafar a bola e impediu o gol do Esquadrão.

Pênalti polêmico

Aos 9 minutos, nova jogada entre os dois atacantes do Bahia e, de novo, Jacaré chegou chutando dentro da área e a bola explodiu na zaga do Itabuna. Apesar de ter pegado na perna, o árbitro entendeu que pegou na mão do zagueiro e marcou o pênalti. Everaldo cobrou e fez.

Aos 25, Cesinha conseguiu bom contra-ataque e foi derrubado na entrada da área. Flavinho cobrou com perigo à meta tricolor. Foi a primeira chegada do Itabuna na partida.

O Esquadrão respondeu aos 33. Chávez recebeu com liberdade na esquerda e cruzou resteiro na área. A bola passou por Cauly, que estava de frente para o gol, e sobrou para Jacaré. Já sem ângulo, o atacante chutou para fora.

Logo na sequência, Cauly perdeu um gol feito. Novamente em jogada pela esquerda, Chávez cruzou e a bola sobrou para o camisa 8. Com o lance limpo, ele chutou e a bola explodiu na zaga adversária.

Ainda deu tempo de o Bahia criar mais uma oportunidade. Aos 51, Jacaré cobrou falta ensaiada e obrigou Thiago Passos a fazer boa defesa.

Segundo tempo

A etapa final não podia começar de maneira melhor para o Bahia. Aos 6 minutos, após bela jogada ensaiada em falta cobrada na esquerda, a bola sobrou para Cauly empurrar para o fundo das redes e ampliar o placar.

Três minutos depois, Biel recebeu na ponta direita com liberdade, invadiu a área e cruzou na medida para Everaldo fazer o terceiro.

Com o jogo controlado, o Esquadrão voltou a criar aos 26 minutos. Chávez avançou pela esquerda, cruzou na área e Everaldo quase marcou seu terceiro. Na sobra, Jacaré e Cauly tentaram, mas a bola ficou com Thiago Passos.

Pênalti e expulsões

Aos 28 minutos, o árbitro marcou pênalti para o Itabuna. Cesinha foi derrubado na área e colocou a bola na marca da cal. O artilheiro do Baianão tirou o goleiro Marcos Felipe e fez o primeiro do Dragão do Sul. No lance, Daniel acabou expulso após levar o cartão amarelo.

Mas o Esquadrão não ficou muito tempo com um a menos. Aos 34, Hebert, do Itabuna, também foi expulso.

Cauly resolve

Aos 40 minutos, a torcida explodiu na Arena Fonte Nova. Cauly recebeu bola em profundidade, dominou e, de esquerda, tirou do goleiro Thiago Passos para marcar o quarto do Esquadrão.

Sobrou tempo para o zagueiro Jan Pieter, capitão do Itabuna, ser expulso. Ricardo Goulart também perdeu chance clara de fazer o quinto no final do jogo.

FICHA TÉCNICA
Bahia 4 x 1 Itabuna
Campeonato Baiano – Semifinal – 2º jogo
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 18/03/2023 (sábado)
Horário: 16h
Árbitro: Bruno Pereira Vasconcelos
Assistentes: Daniella Coutinho Pinto e Patrícia dos Reis do Nascimento
Quarto árbitro: Reinaldo Silva de Santana
Cartões amarelos: Everaldo, Daniel, Biel e Chávez (Bahia) / Lucimário, Deivinho, Elivelton Recife, Jan Pieter e Hebert (Itabuna)
Cartões vermelhos: Daniel (Bahia) / Hebert e Jan Pieter (Itabuna)
Gols: Everaldo (2) e Cauly (2) (Bahia)

Bahia: Marcos Felipe; Marcos Victor, Gabriel Xavier (Kanu), Rezende e Chávez (Matheus Bahia); Acevedo, Cauly e Daniel; Jacaré, Biel (Ricardo Goulart) e Everaldo (Diego Rosa). Técnico: Renato Paiva.

Itabuna: Thiago Passos; Deivinho (Luiz Felipe), Jan Pieter, Lucimario e Elivelton Recife (Guilherme Ivo); Hebert, Flavinho (Joadson) e Matheus Chaves; Hitalo (Patricio), Cesinha e Alex Sandre (Cacique). Técnico: Sérgio Araújo.

Fonte: Bahia Notícias

recentes