domingo, abril 21, 2024

Bahia perde a segunda, agora em casa pelo brasileiro

O Bahia perdeu para o Botafogo na noite desta segunda-feira, 24/4, por 2 a 1 na Fonte Nova. Os gols foram marcados por Júnior Santos e Tchê Tchê para os cariocas e Jacaré para o Tricolor.

O Bahia voltou a decepcionar agora para um público de quase 28 mil pagantes que, em alguns momentos, vaiou o time, principalmente, o lateral Chávez em quem a bola bateu antes de entrar na abertura do placar.

O time de Luís Castro não apresentou uma grande atuação, mas soube aproveitar as oportunidades criadas e obteve sua quinta vitória consecutiva na temporada.

O Glorioso conquistou um importante resultado em Salvador e está com 100% de aproveitamento no Brasileiro. O Gigante de Aço, por outro lado, foi derrotado nas duas primeiras rodadas da competição e busca uma redenção nas próximas partidas.

O jogo

O Bahia foi amplamente superior no começo do jogo. O primeiro lance de perigo da partida ocorreu aos sete minutos, após Chávez tabelar com Cauly e cruzar na medida para Everaldo cabecear nas mãos do goleiro alvinegro.

Logo em seguida, Everaldo arriscou de fora da área e Lucas Perri novamente defendeu. O Botafogo apostava na transição direta e nos contra-ataques em velocidade, mas tinha dificuldades em passar pelos defensores tricolores.

O mandante empurrava os alvinegros para traz e tomava conta do jogo. Aos 22, Ademir recebeu livre pelo lado direito e chutou forte por cima do gol. Em seguida, ele recebeu em profundidade e teve novamente uma oportunidade clara de perigo, mas acabou sendo travado na hora da finalização.

Aos 28 minutos, Júnior Santos resolveu aparecer. O atacante realizou uma linda jogada pelo lado direito, fez uma tabelinha com Tiquinho Soares, entrou na área, levou para canhota e estou as redes. O Glorioso, que parecia morto em campo, surgiu das cinzas para marcar um gol importante em Salvador.

Depois do gol, os jogadores alvinegros equilibraram as ações e tentaram explorar jogadas pelos lados do campo. O Bahia, que desperdiçou oportunidades claras de gol no começo do jogo, não perdoou no fim do primeiro tempo. Aos 42 minutos, Yago Felipe achou um belo passe para Chavez na linha de fundo. O camisa 6 acionou Jacaré, que fez um bonito drible em Víctor Sá e chutou forte no canto direito de Lucas Perri, deixando tudo igual na Fonte Nova.

Segunda etapa

O Botafogo voltou para o segundo tempo com uma postura diferente. Aos seis minutos, Júnior Santos levou para esquerda, finalizou forte de fora da área e a bola passou perto da trave esquerda do goleiro Marcos Felipe.

Luís Castro tentou dar mais dinâmica para equipe alvinegra com as entradas de Luis Henrique, Tchê Tchê, Matías Segovia e Marlon Freitas. O Bahia tentava sufocar os defensores botafoguenses, mas não conseguia caprichar no último passe.

O Gigante de Aço, que não estava bem no primeiro tempo, conseguiu encaixar um contra-ataque aos 28 minutos. Artur Sales acionou Biel em velocidade, que chutou forte e Lucas Perri fez uma grande defesa.

Aos 32 minutos, Tchê Tchê, que havia entrado na vaga de Lucas Fernandes, realizou uma pintura em Salvador. O volante fez uma linda batida colocada de fora da área no ângulo esquerdo, sem chances para Marcos Felipe.

Depois do gol, os jogadores alvinegros recuaram e tentaram explorar os contra-ataques. O Bahia foi com tudo em direção ao empate, mas pecou na hora da finalização. O Glorioso venceu por 2 a 1 e conquistou um importante resultado fora de casa.

Ficha Técnica

Estádio: Fonte Nova

Data e Horário: 24 de abril, às 20h

Árbitro: Raphael Claus (FIFA/SP)

Auxiliares: Danilo Manis (SP) e Victor Hugo dos Santos (SP)

VAR: Thiago Duarte Peixoto (SP)

Gols: Júnior Santos (BOT), Jacaré (BA) e Tchê Tchê (BOT)

Cartões Amarelos: Tiquinho Soares e Lucas Fernandes (Bot) e Biel (Bah)

Bahia: Marcos Felipe; Gabriel Xavier, David Duarte (Kayky – 37/2°T) e Rezende; Jacaré, Acevedo (Daniel – 37/2°T), Yago Felipe (Diego Rosa – 26/2°T) e Chávez; Ademir (Biel – 15/2°T), Everaldo (Arthur Sales – 26/2°T) e Cauly. Técnico: Renato Paiva

Botafogo: Lucas Perri; Di Plácido, Adryelson (Sampaio – 0/2°T), Víctor Cuesta e Marçal; Danilo Barbosa (Marlon Freitas – 22/2°T), Lucas Fernandes (Tchê Tchê – 15/2°T) e Eduardo; Júnior Santos (Matías Segovia – 22/2°T), Víctor Sá (Luis Henrique – 15/2°T) e Tiquinho Soares. Técnico: Luís Castro.

Bahia ON

recentes