Baiano: Vitória perde jogo e invencibilidade para lanterna Doce Mel

O resultado da partida do Vitória, nesta quarta-feira, 14/4, foi talvez o de menos. O Leão saiu perdendo em tudo no Manoel Barradas contra o Doce Mel, pela 7ª rodada do Campeonato Baiano. Isso porque o técnico Rodrigo Chagas, ao escalar vários jogadores titulares, abriu brecha para o que viria a acontecer. Cedric e Pedrinho saíram lesionados de campo. A gravidade ainda não informada.

O jogo terminou 1 a 0 para o clube de Ipiaú e manteve o Vitória exatamente como estava antes de começar: em sexto. Tem seis pontos, dois a menos que o Bahia, quarto colocado. São dois jogos a menos, também. No próximo sábado, tem decisão pelas quartas de final da Copa do Nordeste, novamente no Barradão, contra o Altos.

As preocupações do Vitória começaram cedo. O jogo pegado, com muitas faltas, não favoreceu o time de Rodrigo Chagas, que tinha mais a posse de bola. O Doce Mel assustou aos oito minutos, com Elionay. O meia pegou sobra de escanteio na entrada da área e arriscou. Lucas Arcanjo defendeu em dois tempos.

Sem criar muitas chances, os momentos de emoção foram protagonizados pelas faltas sofridas por jogadores do Leão. A primeira delas terminou com lesão. Aos 16 minutos, Cedric deixou o gramado.

Apesar disso, o Rubro-Negro poderia ter aberto o placar aos 23 minutos, com Samuel. Soares pegou sobra pela esquerda, cruzou na boca do gol e o centroavante pegou em baixo da bola, mandando por cima da meta adversária.

Aos 26, foi a vez de Pedrinho ser atendido. Após dura dividida, o lateral esquerdo foi substituído.

Com bola rolando, o Doce Mel seguiu testando Lucas Arcanjo, que correspondeu. Aos 32 minutos, Edy mandou chute venenoso, de muito longe, e o goleiro caiu no canto para encaixar com tranquilidade.

O Vitória respondeu aos 37. Catatau fez boa jogada pela direita, cruzou, a bola desviou e Rivaldo e quase morreu lá dentro. A agilidade de Nilton salvou o Doce Mel.

Com o resultado, a primeira vitória do Doce Mel, o time deixa a lanterna para o Fluminense de Feira com 5 pontos contra 6 do time de Ipiaú (9°) e 6 do Rubro-Negro (8º).

Segundo tempo

A etapa final começou com gol do Vitória, que acabou anulado. Samuel mandou para dentro, mas David, sem querer, desviou levemente a bola antes dela entrar. O camisa 21 estava em posição irregular.

Para terminar de acabar com qualquer análise positiva, o Doce Mel abriu o placar aos 15 minutos da etapa final. Bravo tabelou com Elionay e, na dividida, a bola sobrou para o camisa 11, que mandou um balaço de esquerda no canto de Lucas Arcanjo.

Aos 19, Soares bateu falta com categoria e obrigou Nilton a voar no canto para fazer a defesa. Aos 37, Catatau cruzou na boca do gol e Diego desviou contra a própria meta. A reação, porém, não veio. O Vitória saiu do Barradão com várias derrotas em uma noite.

Denúncia

Alegando 16 meses de salários atrasados, o goleiro João Gabriel ingressou com uma ação trabalhista contra o Vitória. O goleiro cobra os valores e pede rescisão imediata de contrato, que terminaria em 2021, e João Gabriel despertou interesse de outros clubes, mas não foi liberado, mesmo não fazendo parte dos planos.