Constantes ações e medidas preventivas como montagem de barreiras sanitárias nas entradas do município e triagem de transportes de passageiros, principalmente ônibus oriundos de São Paulo, são realizadas pela administração da prefeitura de Itaberaba, liderada por Ricardo Mascarenhas (PP). O prefeito também divulgou que solicitará ao diretor da Embasa que não seja cortado o abastecimento de água das famílias em situação de vulnerabilidade social na atual conjuntura de pandemia.

Com objetivo de conter a chegada do novo coronavírus, o bloqueio e triagem de passageiros, principalmente ônibus oriundos de São Paulo, estado considerado o epicentro da pandemia no Brasil, as medidas estão cada vez mais rigorosas. O Jornal da Chapada recebeu denúncias, no último domingo (22), de que um ônibus vindo de São Paulo estava deixando passageiros no Posto de Gasolina – que fica na saída de Itaberaba para Iaçu.

A prefeitura tem realizado blitzes, comandadas pela Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), com orientações da Secretaria Municipal de Saúde e apoio da Polícia Militar (PM). Segundo publicação no site da prefeitura, as barreiras estão sendo feitas na entrada do município via BA-046, rodovia que liga Iaçu a Itaberaba, conforme determinado em decreto que determina o fechamento das rodoviárias nova e velha, além da suspensão do transporte alternativo. Vans, ônibus e ligeirinhos estão sendo orientados a retornar a seus municípios por enquanto.

Conforme informações do último boletim divulgado nesta segunda-feira (23), o município tem três pacientes com casos suspeitos de coronavírus que aguardam resultado do Laboratório Central da Bahia (Lacen-BA). As amostras foram enviadas para Salvador, onde serão analisadas. A gestão aponta que os resultados serão divulgados assim que forem disponibilizados. Trinta pessoas são monitoradas na cidade chapadeira.

Jornal da Chapada