O senador Otto Alencar (PSD) tem sido alvo de cobiça pelos dois grupos políticos que visam se articular para o governo da Bahia em 2018. De um lado Rui Costa (PT), Jaques Wagner (PT) e o PT com interesse na manutenção da parceria e do outro ACM Neto (DEM) e demais lideranças que desejam arrebanhar novos aliados de peso. O partido capitaneado pelo senador fez, nas eleições deste ano, 82 prefeituras.

Dada a circunstância, o deputado estadual Bruno Reis (PMDB), eleito vice do prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), e um dos responsáveis pela articulação política do demista, quando questionado na rádio Itapoan FM, no programa Se Liga Bocão, não descartou a possibilidade de diálogo com Otto.

“Ninguém sabe como vai tá o cenário lá na frente. Otto também tem história política ao lado do nosso grupo. Sempre preservamos o melhor diálogo possível. No momento certo poderá ter o diálogo e isso pode acontecer até 2018. Poderemos ter alguma conversa como qualquer outro partido”, disse.

Por Victor Pinto | Fotos: Arquivo Bocão News