Os vizinhos de uma das ruas do Bairro Casas Populares, em Ipirá estão apavorados com um homem que agrediu um cachorro de forma violenta.

Apelidado carinhosamente como Duke, o cão abandonado pela antiga família, aguarda na porta de casa, há mais de um ano, o retorno dos antigos tutores que mudaram para outro lugar e deixaram o cão abandonado na rua. Fraco e debilitado, os vizinhos ficaram sensibilizados com o caso e durante todo esse tempo decidiram ajudar o animal, oferecendo a ele o que comer e beber na rua.

Nos últimos dias Duke foi agredido de forma violenta por um homem, que se sentiu ameaçado pelo cachorro. Ao passar de bicicleta pela rua, Duke latiu para o homem, que apresentando comportamento violento, desceu da bicicleta e jogou um paralelepípedo no pescoço do cachorro e ameaçou retornar para matar o pobre cão.

Sem condições de criar o animal por já ter outro cachorro em casa, uma moradora me procurou desesperada, e pede que alguém se sensibilize com o estado de Duke e adote o cão.

Conforme a moradora, os antigos tutores do animal eram vizinhos dela e foram embora sem levar o cão. Segundo a moradora, já tem quase um ano que o cão vivi vagando pela rua e, na maioria das vezes, parado olhando para a porta do antigo lar.

“Damos água, comida, mas ele precisa de um lar, de uma família. Ele era um cachorro grande e forte, muito bonito, agora ele não come mais direito depois que foi agredido pelo homem da Vila Maria.

“Estou muito preocupada com ele, porque não sabemos o que esse homem violento é capaz de fazer, já que o mesmo ameaçou retornar e matar o cachorro ”, disse a senhora.

“Estou muito preocupada com ele, porque não sabemos o que esse homem violento é capaz de fazer, já que o mesmo ameaçou retornar e matar o cachorro ”, disse a senhora.

Adoção

Duke é um cachorro Sem Raça Definida (SRD) jovem adulto, muito dócil, se dá bem com outros dogs, brincalhão e disponível para ser adotado. O animal está em Rua do Bairro Casas Populares e pode ser encontrado nas proximidades de uma Clínica que faz exames para o DETRAN, próximo o local da casa onde morava. Quem tiver interesse em oferecer uma adoção responsável ou um lar temporário já que o cachorro foi ameaçado de morte ligar para (75) 99136-7693 falar com Maria Raimunda.

Por Cristina Villarino