Casa dos Estudantes de Ipirá: reformar ou demolir e reconstruir? (II)

A Câmara Municipal de Ipirá (BA) continua a discutir a situação da Casa dos Estudantes (AEIPI). Foi realizada na manhã desta terça-feira (31), às 10h, uma sessão ordinária da Câmara Municipal de Vereadores de Ipirá. O objetivo é continuar a discutir a situação pela qual vem passando a Casa dos Estudantes de Ipirá (AEIPI). O debate foi coordenado pelo presidente da Casa, vereador Divanilson Mascarenhas.

O estudante universitário, residente da AEIPI, Antônio Leone, presente à sessão ordinária, fez uso da tribuna. Leone falou da importância da instituição, das condições físicas da AEIPI.

Veja o vídeo com os principais trechos do pronunciamento de Leone.

O engenheiro Civil do município, Danilo Marcione, que preparou o laudo técnico da AEIPI, foi convidado a apresentar o parecer das reais condições da residência. Marcione, fazendo uso da tribuna, diz que a residência não está condenada, mas que a situação é caótica.

Veja o vídeo com os principais trechos da fala de Marcione.

O encontro finalizou com intervenções dos vereadores, todos presentes à sessão, onde foi citado diversas vezes, que em todas as ocasiões que a AEIPI precisou da Câmara, os parlamentares em sua grande maioria sempre pautaram pelo apoio a instituição educacional. Pelo desdobramento das sessões, voltadas a discussão da AEIPI, tudo indica que a residência terá o apoio da grande maioria dos vereadores para a opção da reforma.

A residência, de propriedade do município, está localizada no bairro do Tororó, e abriga estudantes de Ipirá, em sua maioria de poucos recursos financeiros, que pleiteiam morada em Salvador. A AEIPI proporciona meios para quem não pode pagar pensão e comprar apartamentos na capital, realizarem os seus sonhos de serem profissionais de nível superior, e amanhã, ao voltarem ao berço pátrio, em contrapartida, contribuírem para o seu desenvolvimento.

Por Orlando Santiago Mascarenhas
www.ipiranegocios.com.br