Está cada vez mais complicada a questão da segurança pública em Ipirá. Desde do momento que o Governador da Bahia Rui Costa transferiu o delegado de Ipirá Caryl Oliveira, a situação no município se tornou insustentável. Até o presente momento ninguém conhece o delegado titular ou substituto. Tudo que se sabe é que o ex-delegado Caryl, conseguiu um mandato de segurança no TJ/BA, impedindo sua transferência para o município de Mundo Novo. Pelo fato de estar de licença médica, o delegado Caryl continua em Ipirá, porém, afastado das suas funções.

Enquanto isso, a situação da segurança pública local está tirando o sono da população por causa da ação de meliantes e agora desenvolvendo também na cidade a prática dos chamados arrastões, “Roubo Coletivo”.

Sem ter mais a quem recorrer, a população está fazendo uso dos canais de comunicação do município para relatarem a atual situação da segurança pública, já que a Policia Militar por si só não consegue dar vazão aos problemas.

No Conexão Chapada, programa líder de audiência da Rádio Ipirá FM, desta quarta-feira (20), um cidadão reclamou do descaso e falta de segurança pública eficiente no município de Ipirá (BA).

O cidadão reclamou e culpou principalmente os poderes públicos municipal e estadual. O Povo está assustado, arrastões estão sendo frequentes. O cidadão ipiraense sente-se desprotegido, com medo e horrorizado.

Dentre as queixas apresentadas, o cidadão reclamou da dificuldade de encontrar o delegado de polícia civil na cidade. Ainda segundo queixa do cidadão reclamante, é um descaso absurdo o que está acontecendo em um dos maiores municípios da Bahia*.

* Entre os 417 municípios da Bahia, Ipirá ocupa a posição 36, possui 62.253 habitantes e 3.060,263 (km²) de área territorial.

Por Orlando Santiago Mascarenhas
www.ipiranegocios.com.br