Distante a aproximadamente 370 km de Salvador, Novo Triunfo ocupa uma triste colocação. O município localizado no norte da Bahia é o de menor Produto Interno Bruto (PIB) per capita do Brasil, segundo o último levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2017. Se isso não bastasse, a cidade com pouco mais de 15 mil habitantes teve que se readaptar por conta da pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19).

O comércio na cidade foi fechado e apenas estabelecimentos que vendem insumos básicos como supermercados, farmácias, padarias e postos de gasolina estão abertos. A tradicional feira que acontece toda quarta foi suspensa por tempo indeterminado. Os acessos não foram bloqueados, mas quem chega de outro município que tenha casos confirmados é monitorado.

A maior preocupação é com as pessoas que saíram para buscar uma vida melhor nas regiões Sul e Sudeste do país. Nos últimos dias já tiveram dois casos suspeitos, mas que os resultados deram negativos.

“A preocupação é com o pessoal que vem de fora. Tem muita gente do município que mora em São Paulo e Minas Gerais e como lá está tudo parado, o pessoal vem pra cá”, contou ao Varela Notícias o secretário de Saúde de Novo Triunfo, Gislonaldo da Silva.

Ao todo, os moradores dispõem de cinco unidades de saúde, sendo três na zona rural e outras duas na cidade, porém nenhuma delas tem leitos de UTI e se algum caso de Covid-19 for confirmado, é necessário levar o paciente até a capital.

Foi o que aconteceu em Adustina, município distante cerca de 90 km de Novo Triunfo, onde uma pessoa morreu em decorrência do vírus. “O Estado veio pegar, levaram até Cipó de ambulância e de lá, levaram pra Salvador de aeronave”, disse o secretário. “Estamos tentendo separar uma unidade na região para dar o primeiro atendimento e isolar os casos suspeitos”, acrescentou.

Comparativo

Em 2017, ano da referida pesquisa do IBGE, o PIB per capita de Novo Triunfo era o equivalente a R$ 3.285,04. A título de comparação, a divisão da riqueza no Brasil naquele período foi de R$ 31.833,50 por pessoa.

O município baiano melhor colocado é São Francisco do Conde. A cidade do Recôncavo baiano além de ser a mais rica da Bahia, ocupa a oitava colocação no ranking nacional com R$ 253.895,58 para cada habitante. Já Salvador ocupa a 29º posição no estado e fica em 2106º lugar comparada a outras cidades do país, com R$ 21231,48 de PIB per capita.

Anderson Ramos
redacao@varelanoticias.com.br