evan680O colégio estadual Monsenhor Alcides Cardoso, localizado nas proximidades da Delegacia de Polícia Civil, em Ipirá (BA), foi arrombado e assaltado, na madrugada desta quinta-feira (28). Esta é a segunda vez, em menos de oito dias que o arrombamento se repete. Além de não ter guarda noturno, o colégio não possui circuito interno de segurança.

O roubo foi constatado pela manhã quando os funcionários chegaram para trabalhar. Individuo ou indivíduos, após arrombarem o colégio, tiveram acesso ao interior do ambiente, onde fizeram necessidades fisiológicas em cima das mesas escolares, e roubaram diversos objetos da instituição. Dentre os objetos roubados se encontram, duas mesas de som (uma ainda sem uso), furadeira elétrica, caixas acústicas, e diversos outros objetos. Os prejuízos ainda são calculados pela direção.

O assalto a instituição educacional foi alvo de reclamações ao Conexão Chapada, programa jornalístico da Radio Ipirá FM, desta quinta-feira (28). Segundo os radialistas do programa Conexão, embora o Estado tenha dispensado os vigilantes de cidades com menos de cem mil habitantes, de toda a Bahia, nada impede que o poder público municipal coloque vigilantes contratados pela prefeitura. Lembrando que o município de Baixa Grande, muito menor que Ipirá, possui Guarda Municipal, que além de reforçarem a segurança da área urbana, também vigiam prédios da cidade.

O cidadão ipiraense sente-se fragilizado, com medo e horrorizado. Alunos, familiares, pais e professores do colégio estão desesperados. Assaltos e arrastões estão sendo frequentes na cidade. A semana passada (22/07), Individuo ou indivíduos, após arrombarem o mesmo colégio, picharam paredes, com frases alusivas ao PCC, e roubaram diversos objetos da instituição. Dentre os objetos roubados se encontravam, notebook, televisão, câmera fotográfica, equipamento de som, e diversos outros objetos.

Até o fechamento desta matéria ninguém foi preso e nenhum objeto roubado foi recuperado.

Por Orlando Santiago Mascarenhas
www.ipiranegocios.com.br