As chuvas que atingiram a Califórnia ajudaram no combate ao incêndio florestal que devasta partes do estado americano desde o início do mês. Segundo autoridades locais, as chamas foram praticamente contidas.

O fogo Camp, o mais devastador dos três focos, que destruiu mais de 19 mil imóveis, está 95% contido, segundo informou na quinta-feira (22) o Departamento Florestal e de Proteção contra Incêndios.

O incêndio Camp deixou ao menos 84 mortos e outros 563 desaparecidos desde 8 de novembro. Um segundo fogo, Woolsey, que deixou três mortos na região de Malibu, foi contido completamente na quarta-feira (21).

Centenas de voluntários e policiais passaram o feriado de Ação de Graças na quinta-feira vasculhando os destroços deixados pelo fogo, em busca de restos mortais de vítimas. Para este trabalho, a chuva é um problema.

“A vegetação é o que segura o solo. Com a mata queimada, quando a chuva atingir o solo, há risco de deslizamentos”, afirmou Brian Hurley, meteorologista do Serviço Nacional de Meteorologia.

+ Jovem morre em 5º estado americano mais violento na ‘Black Friday’

Na cidade de Paradise, os trabalhos de busca foram paralisados nesta quinta por causa das chuvas. A precipitação e os ventos aumentam o risco de que árvores possam cair sobre as equipes de resgate, segundo Craig Covey, líder dos bombeiros na cidade.

Mais de 800 voluntários estão participando dos esforços de busca e resgate na região.

Outro problema é que a chuva pode levar embora restos mortais de vítimas do incêndio, segundo Kory Honea, xerife do condado de Butte, onde fica Paradise. Tudo o que resta de algumas vítimas são fragmentos de ossos, diz ele, que podem se tornar ainda mais difíceis de encontrar.

A previsão para este sábado (24) é de mais chuvas na região, entre 2,5 e 7,5 cm de água, segundo o Serviço Nacional de Meteorologia.

Equipes no condado de Butte estão colocando sacos de areia e de feno ao redor de casas queimadas para tentar impedir que a chuva leve cinzas e outros materiais até os rios da região.

Covey e membros do seu time levaram comida nesta sexta (23) para Stewart Nugent, 64, que ficou em sua casa e combateu as chamas com uma mangueira de jardim, um sprinkler e uma pá -o morador estava sozinho com seu gato havia duas semanas.

O incêndio Camp foi um dos mais mortais do último século nos EUA. Paradise, que ficou praticamente destruída, era um destino de aposentados – dois terços das vítimas do fogo tinham mais de 65 anos. Com informações da Folhapress.