Mesmo tendo três parlamentares do seu partido com nomes ventilados para sucessão do correligionário Angelo Coronel na presidência da Assembleia Legislativa da Bahia, o senador Otto Alencar e presidente estadual do PSD disse que não tratará sobre o assunto com nenhum deputado. Somente com o governador Rui Costa (PT).

Adolfo Menezes, Ivana Bastos e Diego Coronel seriam as apostas, porém Otto frisou que se houve alguma conversa neste sentido não foi lançada por ele e nem passada por ele.

“Nem pensei nisso ainda e nunca conversei com nenhum deles. Se existiu alguma conversa neste sentido não foi lançada por mim e nem passada por mim. Até porque, essa iniciativa deve partir do Palácio de Ondina, coordenada pelo governador, que deve chamar as forças políticas que compõem a base na hora própria”, refutou.

O líder pessedista enfatizou ainda que esse diálogo só deve ocorrer após o segundo turno das eleições. “Trata-se de um momento impróprio. Estamos todos envolvido, trabalhando para eleger [Fernando] Haddad e eu jamais tomaria essa iniciativa”, disse, referindo a antecipação do debate.

Por fim, disse de forma taxativa: “eu só trato sobre isso com o governador que é coordenador da sucessão, não trato com nenhum deputado”.

Por: Fernanda Chagas – Bocão News