Neste sábado, 08 de outubro, na cidade Pintadas, aconteceu a festa de comemoração da vitória da chapa formada por Batista da Farmácia e Carlos que venceram as eleições de prefeito e vice no dia 2.

Muitos militantes e simpatizantes do grupo político conhecido popularmente por “Jacu”, liderado pelo partido Democratas foram as ruas da cidade celebrar a vitória que tirou a hegemonia de 20 anos, do Partido dos Trabalhadores (PT).

A festa deu início com a dupla Fabio Meire e Fabi Oliveira, com o seu estilo variado que encantou os eleitores da onda azul. Logo em seguida foi a vez da atração mais esperada da noite a cantora Bárbara Nunes e Banda. No decorrer do show da cantora Bárbara, o prefeito Batista e o seu vice Carlos, falaram para o povo, assim agradecendo aos seus eleitores.

Após o show da cantora foi a vez de Juka dos Teclados animar o público com a sua pisadinha. E para finalizar a festa de comemoração dos “Jacus”, a banda Nave Irada subiu no trio assim arrastando o povão ali presente.

A festa não ficou apenas nas bandas, umas das atrações foi o trator colocado no meio do povo, com frases do tipo, “vermelho comeu H”.

Para o prefeito eleito, no último dia 02, Batista, a sua expectativa é de um governo voltado para o povo e não para um grupo partidário.

“Nós temos uma expectativa de ter um bom governo, um governo voltado para o desenvolvimento do nosso município, pensamos muito em fazer uma nova história política em Pintadas. Todo o político deve trabalhar pensando no povo e não em um grupo partidário. Nós hoje já entramos para história política do município, onde conseguimos quebrar a hegemonia do PT (Partido dos Trabalhadores) de 20 anos. Deus permitiu que o povo acordasse e conseguimos tirar o PT do poder. Tiramos a deputada Neusa Cadore, uma pessoa que eles consideravam mais forte, por ter um nome de deputada, mas o povo quis a mudança e quando o povo quer, o povo consegue. ” Disse Batista.

Para Carlos, atual vice-prefeito da cidade de Pintadas e reeleito com Batista, foi muito gratificante ter ganho a eleição, mas não para bater no peito e dizer que derrotou o PT.

“Eu diria que qualquer pessoa que entra, entra para ganhar e comigo não foi diferente. Participei de um grupo que mim acolheu muito bem, acho que o nosso grupo se organizou bem, o PT subestimou anossa força, não acreditando que nós fossemos ganhar, por um fato de ter uma candidata que é deputada estadual, onde colocou o partido deles como franco favorito. Mas as pessoas já tinham decidido e decidido pela mudança, decidida por votar 25, votar Batista e Carlos. Então eu diria que para mim foi muito gratificante, não para bater no peito e dizer “eu derrotei o PT”, mas para dizer que as pessoas que não valorizava a gente, quando estávamos lá no grupo deles e talvez hoje observe que a gente tinha valor, uma amizade que contribuiu para que ganhasse essa jornada. ” Disse Carlos.

Da redação do VR14

Wemisson Santos