Comunicado da APLB Sindicato de Ipirá

A APLB/Sindicato, representante dos trabalhadores em Educação Rede Estadual e Municipais comunica ao conjunto de trabalhadores do Município de Ipirá, que foi realizada na última terça-feira (7/05), uma reunião com a gestão municipal. Estavam presentes a assessoria técnica e jurídica da APLB Sindicato, o Prefeito Municipal, O Secretário de Finanças, a Secretária de Educação e os vereadores Deteval Brandão, Marcos Mascarenhas e Edson Souza. A APLB apresentou o resultado da análise da documentação outrora solicitada e fez a exposição explicitando que existe a possibilidade contábil para a concessão de reajuste dentro dos percentuais legais, e de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Porém a gestão municipal alegou que problema é de ordem financeira e solicitou os dados apresentados propondo um estudo técnico contábil e financeiro para uma reanálise (nos próximos 15 dias)definitiva, objetivando sanar a discussão em torno da concessão do reajuste do PISO salarial dos professores e reposição salarial dos servidores públicos municipais, tendo em vista que nenhum reajuste foi concedido no ano em curso.

A Gestão sinalizou ainda que já cumpre o reajuste do Piso salarial dos professores, o que foi prontamente desconstruído pela APLB. Persistir nessa informação equivocada é literalmente querer ACABAR com a carreira do magistério e com todos os direitos conquistados com muita luta.

Quantos aos problemas vivenciados nas Instituições escolares por falta de transporte escolar, falta de recursos humanos e alimentação escolar, a Gestão sinalizou que as medidas jurídicas estão sendo tomadas para normalizar as atividades. A APLB como uma Entidade que prima por uma educação pública de qualidade, repudia a lentidão e a forma como as coisas são conduzidas e lamenta que a situação tenha chegado a esse ponto, pois em novembro de 2018 o prefeito foi informado judicialmente da impossibilidade de fazer contratações sem o devido processo seletivo e insistiu no erro provocando todo o CAOS que nesse momento e visível a comunidade ipiraense. Infelizmente, os maiores prejudicados são os alunos e consequentemente o conjunto dos servidores públicos e a comunidade como um todo.

Permanecemos em ESTADO DE MOBILIZAÇÃO! NÃO ACEITAREMOS RETROCESSO.

APLB SINDICATO
SÓ CONQUISTA QUEM LUTA!