O concurso público para bombeiros e Polícia Militar (PM), anunciado no ano passado, deve acontecer até abril, conforme a fala do governador baiano Rui Costa (PT) na abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa este ano. Serão 2 mil vagas para soldados da PM, 60 para oficiais, 750 vagas para soldados do Corpo de Bombeiros e 30 para oficiais da mesma corporação. O certame será para repor os servidores que vão ou estão prestes a se aposentar. Para melhorar a infra-estrutura para os policiais, Costa anunciou também a troca de todas as viaturas da PM e da Polícia Civil, além do investimento de R$260 milhões em ampliação do videomonitoramento em Salvador.

O projeto da criação de um Fundo Penitenciário está em andamento pelo governo estadual. Ele tem o objetivo de igualar o número de presos ao de vagas na Bahia, mesmo com o governo alegando que o estado é a unidade federativa do Brasil com a menor proporção de presos e vagas. “Estamos finalizando a abertura de 5.035 novas vagas no sistema prisional baiano”, apontou o governador. Quatro presídios do estado estão construídos e nos últimos ajustes para o funcionamento e, juntos tem capacidade para cerca de 2 mil vagas.

Ainda na questão penitenciária, o governador anunciou que vai investir mais em condições para a aplicação de penas alternativas, evitando que o preso que cometeu crimes de menor gravidade se misture com aqueles envolvidos no crime organizado. Ele salientou que o estado permite que em 16 cidades presos cumprem penas alternativas prestando algum serviço público, sob monitoramento do estado.

Caboronga Notícias com informações de Concurso da Polícia Militar.