No jogo entre os dois melhores ataques da Copa do Nordeste até então, o CSA levou a melhor sobre o Bahia. Com o placar de 2 a 0, o time de Mozart não quis saber de dar espaços em campo e garantiu mais um feito na competição.

Com o resultado, o Azulão pulou para a liderança do Grupo B, agora com 9 pontos somados. Já o Esquadrão, com o revés fora de casa, ainda segue na primeira colocação do Grupo A, porém poderá perder a posição em caso de vitória do CRB ou Ceará que ainda jogam na rodada.

Jogando em casa, a equipe do CSA foi para cima do Bahia nos primeiros 15 minutos. E tratou logo de assustar. Em uma das principais jogadas criadas, o volante Gabriel resolveu testar o goleiro Douglas, mas a bola do meia acabou indo pela rede do lado de fora, mantendo o placar sem alterações

Melhor no jogo, o time de Mozart ainda ditava o ritmo em campo. Com isso, aos 28 minutos, em jogada iniciada por Cristovam, Dellatorre conseguiu pegar o rebote na tentativa de defesa de Douglas, mandando para o fundo das redes. 1 a 0.

Na sequência, o time da casa seguiu pressionando. Em jogada dentro da área do Esquadrão, Dellatorre fez o levantamento para Marco Túlio mesmo marcado, mandando a bola nos pés do atacante que, por sua vez, bateu forte para o gol, com o goleiro Douglas deixando a bola escapar e cruzar a linha. 2 a 0.

Precisando reverter a situação, o técnico Dado Cavalcanti então optou por duas trocas. Em ambas, o foco foi do meio para frente, tirando Edson e Gabriel Novaes, colocando Ramon e Rossi, respectivamente. E parece que deu efeito. Nos primeiros 10 minutos, os visitantes chegaram com perigo na cabeçada de Juninho, mas a bola subiu demais saindo por cima do gol de Thiago Rodrigues.

Em vantagem no marcador parcial, o time da casa mantinha-se tranquilo em campo. Entretanto, o técnico Mozart, não satisfeito em ver seu time recuando, acabou realizando algumas substituições, como as saídas de Rodriguinho Pimpão e Marco Túlio, para as entradas de Ítalo e Silvinho, respectivamente.

Mas o Bahia não estava disposto a ceder mais contra-ataques. Com isso, aos 27 minutos, acabou tendo um pênalti a seu favor quando Gilberto foi derrubado por Lucão. Na cobrança, Rodriguinho acabou acertando a trave do camisa 1, dando a sobra para Nino Paraíba cruzar, mas Gilberto acabou batendo para fora, para alívio dos jogadores adversários.

Em uma nova descida para o seu campo de ataque, o Tricolor quase conseguiu descontar. Após cruzamento de Rossi, a bola chegou na cabeça de Rodriguinho, porém a tentativa parou na defesa de Thiago.

Mas para quem pensava que o time de Dado fosse pressionar, enganou-se. Tentando gastar o tempo, o CSA optou por segurar a posse de bola, dando a deixa para a arbitragem colocar um ponto final no Rei Pelé com vitória do Azulão.

Ficha Técnica

CSA 2 x 0 Bahia – 5ª rodada

Estádio: Rei Pelé, em Maceió (AL)

Data: 23 de março de 2021, às 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Zandrick Gondim Alves Júnior (RN)

Assistentes: Reinaldo de Souza Moura (RN) e Luis Carlos de França Costa (RN)

Cartões amarelos: Thiago Rodrigues, Vitor Costa e Gabriel (CSA) / Patrick, Ramon e Gilberto (BAH)

Cartões vermelhos: –

Gols: Dellatorre, 28’/1ºT (1-0); Marco Túlio, 35’/2ºT (2-0).

CSA: Thiago Rodrigues, Cristovam, Lucão, Rodolfo Filemon e Vitor Costa (Fabrício, aos 42’/2ºT); Geovane, Silas (Marquinhos, aos 18’/2ºT) e Gabriel (Iury, aos 18’/2ºT); Rodrigo Pimpão (Ítalo, aos 25’/2ºT), Marco Túlio (Silvinho, aos 25’/2ºT) e Dellatorre. Técnico: Mozart

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Matheus Bahia (Juninho Capixaba, aos 36’/2ºT); Edson (Ramon, no intervalo), Patrick (Alisson, aos 36’/2ºT) e Daniel; Rodriguinho e Gabriel Novaes (Rossi, no intervalo). Técnico: Dado Cavalcanti.

COMPARTILHE
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •