A Coreia do Norte submeteu durante décadas prisioneiros de guerra sul-coreanos e seus descendentes trabalhos forçados em uma ampla rede de minas de carvão, afirmou uma organização de defesa dos direitos humanos.

Dezenas de milhares de prisioneiros sul-coreanos nunca foram libertados por Pyongyang após a Guerra da Coreia (1950-1953).

Esses detentos foram enviados a minas de carvão para viver em condições análogas à escravidão e seus filhos e netos herdaram esse mesmo destino cruel, segundo um relatório da Aliança Cidadã pelos Direitos Humanos na Coreia do Norte (NKHR), publicado na quinta-feira (quarta, 24, no Brasil).

COMPARTILHE
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •