domingo, abril 21, 2024

De família de pescadores e marisqueiras, policial militar é aprovada em medicina na Federal da Bahia

A soldado da Polícia Militar Ilary dos Reis Santana, de 23 anos, foi aprovada em medicina, em uma das modalidades de cotas, na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Nascida em Maragogipe, no recôncavo baiano, a jovem é integrante de uma família de pescadores e marisqueiras.

Estudar medicina era o sonho de infância de Ilary Santana. A policial soube das aprovações após a divulgação dos resultados do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do 1º semestre de 2023, na terça-feira (28).

Após alcançar a nota 900 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a atendente de teledespacho do Centro Integrado de Comunicações (Cicom) da Secretaria da Segurança Pública (SSP) e lotada no Comando de Operações Policiais Militares (Coppm) não acreditou quando soube do resultado.

“Desde os 13 anos de idade sonhava em ser médica e, após passar, com 18 anos, no primeiro concurso público que prestei na vida, usei o dinheiro que ganhei para comprar um celular, colocar internet em casa, garantir um cursinho online e iniciar os meus estudos”, contou.

Provedora financeira da casa, Ilary Santana ainda não decidiu em qual universidade vai estudar.

“Confesso que ainda não tenho noção se sigo para alguma faculdade particular ou se vou cursar na Universidade Federal da Bahia (Ufba), mas com certeza sei que não sairei do lado da minha família e das pessoas que mais me deram apoio para conquistar esse resultado”, disse.

Ex-aluna do Colégio Estadual Gerhard Meyer Suerdieck, em Maragogipe, Ilary conta que decidiu prestar o concurso da PM ainda bem jovem, apenas por curiosidade.

“Quando descobri que havia sido aprovada, corri para ajustar toda a documentação. Já iniciei os meus serviços trabalhando na SSP e agora, com o apoio dos meus parentes e colegas de trabalho, iniciarei essa nova jornada”, afirmou.

Sem esquecer da família, a soldado se emocionou ao falar dos avós, peças importantes para o resultado.

“O meu avô Euclides Alves e a minha avó Renildes, que já faleceu, são os amores da minha vida. Sem eles não teria conquistado tudo isso e gostaria de agradecer a eles por isso”, homenageou.

Fonte: G1

recentes