Após uma intensa mobilização através de um carro de som convocando a população de Ipirá para pressionar os vereadores a votarem favoráveis ao Projeto de Lei Nº 351 de 13 de março de 2019 que autoriza o Poder Executivo Municipal a contrair operação de crédito de até dez milhões de reais com a Caixa Econômica Federal para calçamento de 64 ruas em Ipirá, estranhamente a mesa diretora do Legislativo Municipal estranhamente retirou o projeto da pauta de votação na sessão ordinária desta terça-feira (10).

Na última terça-feira (03), o referido projeto foi rejeitado por 7 votos contra 6 e a responsável pela derrota, foi a vereadora da base do governo municipal Itana Paula “Paula de Enedino” que votou contra.  Na referida sessão, faltaram os vereadores, Caryl Oliveira da bancada de oposição e Ekel Oliveira da bancada de situação que também votariam contra o referido Projeto.

A alegação dos vereadores contra a aprovação do Projeto é a falta de transparência e  confiança no chefe do poder executivo. Segundo eles, não existe um projeto especificando as ruas que seriam calçadas, medição e valor a ser pago por cada rua calçada. Ainda segundo os vereadores, faltando dez meses para a eleição municipal de 2020, seja quem for eleito, o futuro prefeito de Ipirá herdará essa divida e já iniciará sua gestão tendo que arcar com esse ônus.

Caboronga Notícias