Os protestos contra a reforma da Previdência tomaram a Chapada Diamantina durante toda a semana e atingiu em cheio o deputado federal Cláudio Cajado (DEM-BA), aliado do governo de Michel Temer (PMDB) e um dos defensores da medida que pode retirar direitos dos trabalhadores brasileiros. Na última sexta-feira (18), durante inauguração de uma agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), no município de Baixa Grande, manifestantes entoaram palavras de ordem e cobraram coerência dos políticos presentes, principalmente de Cajado.

Em vídeo publicado pela Mídia Ninja, em sua página no Facebook, o protesto ainda atingiu políticos da cidade, comandada atualmente pelo prefeito do PMDB, Heraldo Miranda. Ele e sua sobrinha, a atual presidente da Câmara de Vereadores, também do PMDB, Nadja Miranda, foram alvos dos manifestantes. Os políticos foram recebidos por uma multidão formada por estudantes, professores, trabalhadores rurais e profissionais de diferentes setores.

De acordo com a publicação da Mídia Ninja, o parlamentar Cláudio Cajado foi um dos articuladores do impedimento da presidente Dilma Rousseff (PT) e é um dos articuladores da reforma da Previdência, que pode “inviabilizar a economia dos pequenos municípios e impossibilitar o acesso ao benefício da aposentadoria para grande parcela dos trabalhadores do país”. Essa não foi a primeira vez que o democrata foi alvo de protestos. Ano passado, em Piatã, também na Chapada Diamantina, durante inauguração de outra agência do INSS, manifestantes chamaram o parlamentar de “golpista.

Jornal da Chapada | FOTO: Reprodução |

COMPARTILHE
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •