Segundo o presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, a Coreia do Norte constitui a maior ameaça para o seu país.

Donald Trump classificou a Coreia do Norte como a maior ameaça direta para a segurança dos EUA, informou o canal norte-americano CNN.

Durante a coletiva de imprensa conjunta na Casa Branca com o primeiro-ministro do Canadá Justin Trudeau, o presidente norte-americano já se tinha pronunciado sobre o assunto, dizendo que a Coreia do Norte seria um grande problema para a segurança do seu país.

“A República Popular Democrática da Coreia é um enorme problema para os EUA e vamos monitorá-la muito atentamente”, afirmou Donald Trump.

O CNN revelou também que os EUA propuseram introduzir novas sanções contra a Coreia do Norte, que testou um míssil balístico em 12 de fevereiro passado.

O presidente interino da Coreia do Sul Hwang Kyo-ahn prometeu uma “resposta apropriada” ao lançamento.

No momento do teste Donald Trump passava férias com o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe. O líder dos EUA garantiu a Tóquio o apoio total de Washington após o lançamento do míssil, que desrespeitou várias resoluções das Nações Unidas.

“Vejo que todo o mundo compreende e está consciente de que os EUA apoiam o Japão, seu grande aliado”, declarou Donald Trump.

O Conselho de Segurança da ONU aprovou, em 30 de novembro, mais uma resolução que reforça as sanções contra a Coreia do Norte, depois do quinto teste nuclear realizado por Pyongyang em setembro. O documento limita a cooperação com a Coreia do Norte em várias áreas, amplia as sanções contra indivíduos e entidades, bem como anuncia a proibição de exportação de novos produtos para o país.

Com informações do Sputnik Brasil.