Um jovem elefante colapsou e morreu depois de ter carregado turistas num desfile em Sigiriya, no centro de Sri Lanka.

De acordo com aquilo que escreve a imprensa internacional, o animal de 18 anos, Kanakota,  desmaiou depois de andar com as patas algemadas e a carregar assentos pesados.

O transporte de turistas, durante longas horas, aconteceu debaixo de temperaturas elevadas.

Depois de colapsar, o animal fechou os olhos e nunca mais voltou a recuperar.  Presume-se que tenha morrido de exaustão.

As associações de defesa dos animais como a Moving Animals voltam a chamar a atenção à forma como elefantes são tratados, forçados a trabalhar e mantidos em cativeiro.

Considerando que esta morte era “evitável”, ativistas exigem novas leis que assegurem o bem-estar animal para este tipo de atividades e multas para quem não as cumprir.

O governo do Sri Lanka abriu entretanto uma investigação para apurar as causas da morte de Kanakota.

Recentemente foi notícia a morte de ‘Dumbo’,  o elefante que dançava para os turistas na Tailândia, país onde em maio passado outro elefante bebé colapsou também por exaustão.