terça-feira, julho 16, 2024

Em coletiva de imprensa, SSP aponta redução dos principais delitos no São João 2024

O balanço das ações de segurança realizadas durante o São João 2024 foram apresentados nesta quarta-feira (26), em uma coletiva de imprensa promovida pela Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA). A divulgação dos dados estatísticos e de produtividade policial, além das principais ações ocorridas no período foram apresentadas no Centro de Operações e Inteligência (COI), em Salvador. O evento contou com a presença de representantes das Polícias Militar e Civil, bem como do Corpo de Bombeiros Militar (CBMBA).
O titular da pasta, Marcelo Werner, destacou o clima de paz que reinou nas festas ocorridas na capital e interior do estado: “mais de 2,5 milhões de pessoas adentraram esses circuitos. Tivemos diminuição dos principais delitos em relação ao mesmo período do ano passado. Garantimos a complexidade da operação no São João, como a gente faz, normalmente, no Carnaval”.
No período, 22 mil policiais e bombeiros militares reforçaram o efetivo em 325 municípios que realizaram festas com grandes atrações. Nesses dias, aconteceram 10 prisões por reconhecimento facial e sete pessoas com tornozeleira eletrônica foram capturadas.
Entre as ocorrências registradas nos circuitos do São João estão 12 roubos, 343 furtos, 185 mil fogos apreendidos e três armas apreendidas, sendo um fuzil, além de um integrante do baralho do crime que foi localizado. O secretário Marcelo Werner lembrou que, em breve, essa ferramenta será atualizada com a inserção de 19 novas cartas.
Pelo lado da Polícia Militar (PMBA), a produtividade indica que 377.182 pessoas foram abordadas, com 209 sendo conduzidas para averiguação. Mais de 7 mil motos e carros foram abordados.
O comandante-geral da PMBA, coronel Paulo Coutinho, explicou como se deu o esquema montado pela corporação. “Foi um planejamento grande, muito extenso, para todos os municípios que tiveram atrações. O resultado foi positivo, o saldo fala por si só. Isso demonstra um trabalho preventivo, feito antes, no controle, sobretudo, da comercialização ilegal de fogos, mas, também, da apreensão desses fogos de artifício. E, durante as festas, nós tivemos uma grande redução, principalmente, de lesões e isso demonstra, de forma clara, a ostensividade da Polícia Militar presente, com o serviço de inteligência atuante”, lembrou.
Dados da SSP-BA indicam que 2,5 milhões de pessoas curtiram os festejos em Salvador e outras 11 cidades que contaram com os portais de abordagem. A Polícia Civil contabilizou 33 autos de prisão e 44 prisões em flagrante.
De acordo com a delegada-geral Heloísa Brito, este baixo número também se deve ao grande investimento feito pelo Estado para garantir uma atuação mais efetiva das forças de segurança. “A Polícia Civil fez um investimento de quase R$ 4,7 milhões, foram mais de 1.600 servidores todos esses dias. E nós conseguimos levar para o interior do Estado 14 novas unidades diárias, ou seja, aquilo que a gente faz aqui, também, no Carnaval de Salvador, nós replicamos no São João. E, em paralelo ao registro de ocorrência, nós levamos também um local especializado para qualquer vítima de intolerância ou vítima de violência”, contou ela.
Nos festejos deste ano, o Departamento de Polícia Técnica (DPT) fez 19 exames de lesão corporal e 22 identificações de drogas. O Corpo de Bombeiros registrou 818 ocorrências nos circuitos da festa e 806 atendimentos pré-hospitalares.
O coronel Adson Marchesini falou sobre a importância da conscientização da população. “Não é só porque o saldo foi positivo que nós não devemos continuar nos preocupando, principalmente com fábricas clandestinas, principalmente com o uso dos fogos de forma indevida, com a falta de cuidado com as crianças. Devemos redobrar nossas atenções para que, no ano que vem, a gente possa ter um São João ainda mais tranquilo e, também, com o uso de bebida alcoólica de forma irregular”, sinalizou o comandante-geral do CBMBA.
O esquema de segurança vai continuar até o dia 2 de julho, passando pelos festejos de São Pedro e da Independência da Bahia.
Secom – Bahia

recentes