domingo, maio 19, 2024

Em tarde de Estupiñan, Bahia goleia o Jequié e chega com moral à final do Baiano

Finalista e cheio de moral. O Bahia confirmou sua vaga na final do Campeonato Baiano em grande estilo, com uma goleada por 4 a 1 sobre o Jequié, na tarde deste sábado (16), na Arena Fonte Nova.

O destaque da partida tem nome e sobrenome. Oscar Estupiñan marcou três gols e foi eleito o melhor em campo. Rafael Ratão completou e Medina fez o de honra do Jipão.

Com o resultado, além da vaga na decisão, o Tricolor ficou bem próximo de garantir a realização do jogo de volta em seu mando de campo. O Esquadrão só não mandará a partida decisiva em casa se o Vitória golear o Barcelona com nove gols de diferença.

PRIMEIRO-TEMPO

Só deu Bahia no primeiro-tempo. Aos seis minutos, Biel recebeu lançamento na entrada da área e ajeitou para Estupiñan chutar e tirar tinta da trave.

Aos 11, foi a vez de Biel arriscar chute de fora da área. A bola passou muito perto do gol.

Quatro minutos depois, outra grande chance. Após escanteio cobrado por Juba, Ademir recebeu livre na área, mas pegou mal na bola e mandou por cima do gol.

Um minuto depois, Caio Roque cruzou bola na área, Estupiñan subiu mais alto que a zaga e desviou de cabeça. A bola passou perto do gol.

Aos 21 minutos, Juba acionou Ademir, que pegou de primeira na área e exigiu bela defesa de Marcos.

Três minutos depois, Estupiñan recebeu passe de Biel e rolou para Yago Felipe chutar na área. Marcos fez boa defesa.

Aos 29 minutos, após cobrança de escanteio, Gabriel dividiu com o goleiro e mandou de cabeça na rede. Mas, ao analisar o VAR, o árbitro Eziquiel Costa anulou o gol tricolor.

Já aos 40 minutos, o gol saiu, e foi validado. Biel cruzou da direita na cabeça e Estupiñan, que mandou no ângulo sem chances para o goleiro.

No final do primeiro-tempo, após dividir bola com David Duarte, Caetano levou a pior e deixou o campo com dores na cervical, de ambulância.

SEGUNDO-TEMPO

O segundo-tempo começou e não houve mudança no panorama da partida. O Bahia continuou absoluto e chegou ao segundo gol aos três minutos. Ademir recebeu bola na direita e cruzou para Estupiñan, mais uma vez de cabeça, acertar o canto de Marcos.

E era o dia dele. Um minuto depois, Estupiñan fez o terceiro. Mais uma vez após passe de Ademir, o colombiano virou na área e chutou forte no ângulo para abrir a goleada.

Aos 12 minutos, Biel chutou cruzado da entrada da área e Ademir completou na rede. Mas, a arbitragem flagrou impedimento do camisa 7.

Mas, o quarto saiu aos 18 minutos. Yago Felipe recebeu na direita e cruzou rasteiro. A bola desviou no zagueiro e sobrou para Ratão bater no canto de Marcos.

Aos 30 minutos, após chute de Thaciano na área, a bola resvalou no entre o braço e a costela do zagueiro. O VAR chamou o árbitro para analisar o lance, mas Eziquiel Costa não considerou braço e não marcou pênalti para o Bahia.

O Jequié ainda diminuiu aos 44. Barrozo recebeu passe na área e chutou forte para a defesa de Adriel. No rebote, Medina apareceu livre para empurrar na rede.

Bahia 4 x 1 Jequié
Campeonato Baiano – Semifinal (Jogo de volta).

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 16/03/2024 (sábado)
Horário: 16h
Árbitro: Eziquiel Sousa Costa (BA). Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA) e José Carlos Oliveira dos Santos (BA). VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartões amarelos: Caio Alexandre (BAH); Espeto (JEQ)
Gols: Estupiñan-3, Ratão (BAH); Medina (JEQ).

Galáticos Online

recentes