Grupos estariam testando colocar explosivos em eletrônicos

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI, ex-Isis) e outras organizações jihadistas estariam experimentando novas formas de explosivos para conseguir burlar a fiscalização por scanner em aeroportos, informou a “CNN” nesta sexta-feira (31) citando fontes da Inteligência do governo dos Estados Unidos.

De acordo com a investigação, eles teriam roubado equipamentos que fazem a análise de passageiros e malas em diversas localidades do mundo e estariam usando as máquinas para testar como levar explosivos em notebooks, smartphones, tablets e outros equipamentos eletrônicos.

Recentemente, sem citar nada de maneira específica, o governo dos EUA proibiu que passageiros de diversos países – especialmente, no Oriente Médio – levassem os aparelhos eletrônicos nas bagagens de mão. A medida foi seguida pelo Reino Unido.

No ano passado, um voo que ia para a Somália precisou fazer um pouso de emergência por conta de uma explosão. As investigações mostraram que a única vítima do acidente era o terrorista que havia levado uma quantidade de explosiva escondida em um notebook.

(ANSA)