O ex-deputado federal Sandro Mabel é o quarto assessor do presidente Michel Temer a deixar o governo em meio à crise política enfrentada pelo Palácio do Planalto. Mabel entregou sua carta de demissão ao presidente na noite desta terça-feira (23), conforme publicação da jornalista Andreia Sadi em seu blog no portal G1.

Sandro Mabel era um dos assessores que despachavam do terceiro andar do Palácio do Planalto e ajudavam o governo na interlocução com o Congresso Nacional e empresários. Fontes do governo afirmam que o ex-parlamentar era um dos interlocutores de Eduardo Cunha junto ao núcleo governista, principalmente durante o processo de cassação do ex-presidente da Câmara. Mas ele nega: “Nunca tive essa missão. Até porque o Eduardo Cunha tinha acesso a todos do Palácio, muito mais do que eu. Portanto, a informação não é verdadeira”, rebateu.

Mabel integra a lista de assessores que caíram nos últimos dias. Além dele, deixaram o Planalto: José Yunes, Rocha Loures, Tadeu Fillipelli.

Por Redação BNews