Fiscais flagram 900 hectares de desmate associado a queimada em Nova Maringá (MT)

29

Durante a Operação ‘Estanque’, de combate a desmatamento e incêndios florestais ilegais, na sexta-feira (13), fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e policiais do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) flagraram 900 hectares de desmatamento associado à queimada, no Distrito de Brianorte, município de Nova Maringá, a 392 km de Cuiabá.

Na ocasião, 18 pessoas foram conduzidas para a delegacia, em condição de flagrante. Também foram apreendidas 19 motosserras, três caminhonetes, duas motocicletas e 600 litros de combustível.

Durante a Operação ‘Estanque’, de combate a desmatamento e incêndios florestais ilegais, na sexta-feira (13), fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e policiais do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) flagraram 900 hectares de desmatamento associado à queimada, no Distrito de Brianorte, município de Nova Maringá, a 392 km de Cuiabá.

Na ocasião, 18 pessoas foram conduzidas para a delegacia, em condição de flagrante. Também foram apreendidas 19 motosserras, três caminhonetes, duas motocicletas e 600 litros de combustível.

O crime teria ocorrido a mando de um engenheiro florestal, que residiria em São José do Rio Claro, a 325 km da capital. Somadas, as multas aplicadas nesta situação chegam a R$ 7 milhões.

A Operação Estanque ocorre em toda a região norte do estado. Teve início dia 10 e se estenderá até o dia 30 deste mês.

Por G1 MT — Foto: Ibama/Divulgação