Os 200 integrantes da Força Nacional que foram enviados aos estados do Amazonas e Roraima darão suporte nas barreiras, recaptura e escolta de presos que precisem se deslocar para algum tribunal, mas não substituirão os agentes penitenciários no interior das prisões.

A decisão faz parte do auxílio do governo federal aos estados que pediram ajuda para reforçar a segurança do sistema penitenciário local. Além do AM e RR, Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins também pediram ajuda. São apoios que vão de equipamentos e armamentos, até transferências de presos mais perigosos para presídios federais. As vagas serão disponibilizadas assim que a Justiça autorizar as mudanças a serem efetuadas pela Polícia Federal.

Do Varela Notícias