Centenas de funcionários do Congresso dos Estados Unidos escreveram uma carta aberta aos senadores para pedir que eles levem em conta o trauma experienciado durante a invasão do Capitólio e para condenarem o ex-presidente Donald Trump no julgamento relacionado com o processo de ‘impeachment’, adianta a CNN.

“Somos funcionários que trabalham para membros do Senado e da Câmara dos Representantes, onde temos a honra e o privilégio de servir o nosso país e os nossos compatriotas. Escrevemos esta carta para partilhar as nossas opiniões e experiências, não as opiniões dos nossos empregadores”, começam por explicar.

“Mas no dia 6 de janeiro de 2021, o nosso local de trabalho foi atacado por uma multidão violenta que tentou impedir a contagem dos votos do Colégio Eleitoral. Essa multidão foi incitada pelo ex-presidente, Donald J. Trump, e pelos seus aliados políticos, alguns deles pelos quais passamos todos os dias nos corredores no nosso trabalho”, refere a carta escrita por mais de 370 funcionários do Congresso, a maioria democratas.

“Como funcionários do Congresso, não temos o direito de votar para condenar Donald J. Trump pelo seu papel na incitação do ataque violento no Capitólio, mas os nossos senadores têm. E pelo nosso bem, e pelo bem do nosso país, pedimos que votem para condenar o ex-presidente e o impedirem de alguma vez voltar ao cargo de presidente”, pode se ler ainda.

O julgamento de Trump no Senado vai começar na próxima segunda-feira.

Notícias ao Minuto

COMPARTILHE
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •