O ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, 35 anos, condenado pela morte da ex-namorada Eliza Samudio, tem negociado com o Fluminense de Feira para assumir a camisa 1 durante o Campeonato Baiano de 2020. De acordo com a direção do Touro do Sertão, as conversas já acontecem há algum tempo.

“Estamos analisando, é um grande goleiro. Todo mundo sabe que ele teve um problema judicial, mas nós precisamos reintegrar essas pessoas que se envolveram com algo negativo, não podemos discriminar, não estamos aqui para julgar ninguém”, disse o presidente do Fluminense, Deputado Pastor Tom, em entrevista a um site de Feira de Santana.

Ainda segundo ele, ainda faltam acertar alguns detalhes para a chegada do goleiro no clube baiano. Quanto ao pagamento do atleta, o dirigente detalhou que o financiamento seria por parte de empresários locais.

“Eles ficaram felizes com a notícia, não vai ter dificuldade nenhuma. Não vai trazer uma despesa elevada para o clube. O clube junto com os amigos, patrocinadores, pessoas que é fã do Bruno estão se mobilizando para a gente fazer o pagamento”, afirmou.

Fora da prisão desde julho do ano passado, Bruno ficou preso por 9 anos, condenado pela morte da modelo Eliza Samudio. O último clube por onde o goleiro passou foi o Poços de Caldas, de Minas Gerais.

Bruno conseguiu progressão para o regime semiaberto, após cumprir 2/5 da pena, como prevê o código penal brasileiro, no entanto, ainda precisa cumprir serviços comunitários. Já sobre a repercussão da chegada do jogador, Tom disse que deve desagradar a algumas pessoas.

“É lógico que algumas pessoas vão achar que é positivo e até mesmo negativo, mas o importante é saber que ele é um bom goleiro, não parou de treinar. Dando certo, vai trazer torcedores para o clube. Ele quer o mais rápido possível voltar aos gramados e de preferência aqui da Bahia, nós estamos trabalhando para dar certo”, concluiu.

Por: Redação BNews  com imagem reprodução da Agência Brasil