Nos últimos três anos, o governo da Bahia desembolsou R$ 95,7 milhões em gratificações aos policiais civis e militares que conseguiram reduzir a criminalidade nas suas áreas de atuação. Segundo o Estado, o Prêmio por Desempenho Policial (PDP) distribuiu mais de 81 mil prêmios, nesse período, como “forma de estimular, reconhecer e valorizar o desempenho dos servidores no combate ao crime”.

Criado em 2011, o PDP é, segundo o governo, uma importante política pública de combate à criminalidade, pois estimula os profissionais da segurança pública. No último triênio, o número de policiais beneficiados saltou de 16,3 mil para 42,6 mil, um crescimento de 160%. Segundo o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, o ano de 2018 vai terminar com uma redução expressiva na maioria dos indicadores criminais.

Premiação

Em 2016, a premiação passou a ser realizada duas vezes ao ano (abril e outubro), ao invés de somente uma. No ano seguinte, Rui Costa aprovou uma lei, fazendo novas modificações no PDP e implantou a premiação aos agentes civis e militares que conseguissem reduzir os índices de criminalidade nas áreas onde atuam.

Com as mudanças, passaram a ser premiados todas as unidades que alcançam 100% da meta de redução de crimes violentos letais intencionais. Anteriormente, apenas os dez primeiros colocados tinham direito ao prêmio mais alto. Em outra alteração da lei, as unidades que atingem a metade da meta passam a receber um prêmio maior, assim também como para aquelas unidades quem reduzem entre 20% e 50% da meta.

Redução de crimes

As modificações na legislação renderam resultados, estimulando mais policiais e unidades de segurança a alcançarem suas metas, como verificado nos últimos dois semestres, com redução de 8,2% e 6,8%.

No primeiro semestre de 2018, os agentes civis e os policiais militares premiados conseguiram reduzir os índices de criminalidade em 33 Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp), de um total de 52 existentes no Estado.

Por: Redação BNews com imagem de divulgação

COMPARTILHE
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •