Devido à greve dos vigilantes do estado da Bahia deflagrada nesta quarta-feira (24), por tempo indeterminado, as agências bancárias instaladas em Ipirá não irão abrir suas portas para atendimento ao público durante o período de paralisação da categoria.

Segundo informações do Sindivigilantes, que representa a categoria, a greve, anunciada na última quinta, 18, afetará o funcionamento de agências bancárias, shoppings, hospitais, escolas e outros setores na Bahia.

Durante o programa Conexão Chapada da Rádio Ipirá FM desta quarta a Coordenação da emissora manteve contato com prepostos dos bancos instalados em Ipirá e foi confirmada a interrupção das atividades internas para o público, mas os procedimentos por meio dos caixas eletrônicos e correspondentes bancários não foram afetados.

De acordo com José Boaventura, presidente do Sindivigilantes, o objetivo da mobilização é pressionar o patronato a atender às pautas de reivindicações da categoria.

Reivindicações

Os vigilantes pedem reajuste de 15%, ticket refeição de R$ 20, cotas para as mulheres de 30% (por posto de trabalho), e piso salarial de R$ 1500,00. De acordo com sindicalista, desde a última quinta, quando a greve foi aprovada, que a categoria não foi chamada pelos empresários para negociações.

Por Marcone Macêdo