Um suposto agente da polícia teria roubado um helicóptero e atacado o Supremo Tribunal da Venezuela, com granadas, na madrugada desta quarta-feira (28). Imagens que estão circulando nas redes sociais mostram a aeronave sobrevoando a capital do país, Caracas, e minutos depois ouve-se uma forte explosão.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, já se pronunciou e considerou o ataque como terrorismo.

“Ativei todas as forças armadas para que defendam a paz. Mais cedo ou mais tarde, iremos capturar aquele helicóptero e os responsáveis por este ataque terrorista”, prometeu.

O suposto agente policial, identificado como Oscar Pérez, gravou um video após realizar o ataque e postou em seu perfil no Instagram.

Nas imagens, ele diz que o governo de Maduro é “criminoso” e que seu objetivo é lutar contra a “tirania” do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), no poder desde 1999. “Somos uma coligação de oficiais militares, agentes da polícia e civis em busca de equilíbrio e contra este governo criminoso”, diz o homem fardado.

Ele aparece com mais quatro homens armados, fardados e com os rostos cobertos. “Não pertencemos a nenhum partido ou tendência política. Somos nacionalistas, patriotas e institucionalistas.”

O país vive uma das piores crises políticas e econômicas, com protestos diários e violentos contra o governo de Maduro. Já o Supremo Tribunal tem sido regularmente criticado pela oposição venezuelana, pelos seus ditames favoráveis ao presidente.

Segundo a Reuters, tiros também foram disparados no Ministério do Interior. Ainda não há informações sobre mortos ou feridos.

Noticias ao Minuto