quinta-feira, fevereiro 29, 2024

Inema e Cippa Lençóis realizam operação de fiscalização na região da Serra do Orobó em Ruy Barbosa

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) realizou, entre 23 e 29 de abril, a Operação Municipalizada na Área de Interesse Ecológico (AIRE) Serra do Orobó, localizada entre os municípios de Ruy Barbosa e Itaberaba, na Chapada Diamantina. A intenção foi atender às demandas pré-existentes relacionadas ao território, principalmente em questões ambientais de irregularidades de água nos riachos do Ouro e da Prata, que são afluentes do Rio Paraguaçu.

Foram realizadas ainda ações de educação ambiental por parte do Inema e dos municípios, envolvendo grupos comunitários, sindicatos, associações, brigadistas, centros religiosos, professores e estudantes. A operação teve o apoio da Companhia Independente de Policiamento de Proteção Ambiental (CIPPA) Lençóis, servidores do Inema, da Unidade Regional Sudoeste e Portal do Sertão, e colaboradores da prefeitura de Ruy Barbosa.

A operação resultou na vistoria de 44 propriedades rurais, seis madeireiras/serrarias; sendo resgatados 107 animais silvestres, entre periquitos, papa capim, coleirinha, estevão, pássaro-preto e outros, que foram destinados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas). Foram aplicadas 33 notificações, objetivando regularização de Outorga, Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (Cefir) e mais dois autos de apreensão de madeira nativa do bioma Caatinga, além da celebração de um termo de doação destas madeiras apreendidas destinada ao município.

“A ação conseguiu dar andamento para a resolução de alguns conflitos na região, especialmente aqueles relacionados ao uso irregular da água que vem da serra do Orobó e atinge os riachos do Ouro e da Prata. A próxima fase da operação municipalizada compreenderá na prestação de contas à sociedade, visando promover transparência nas ações e permitir que a comunidade e o Conselho Gestor da Unidade de Conservação acompanhem os processos em conjunto com o Inema”, disse Fabíola Cotrim, coordenadora de Fiscalização do Inema.

Jornal da Chapada

recentes