PROGRAMA DO DERROTADO. Meio ambiente
– Realização da campanhas de conscientização para preservação da fauna e da flora, estabelecendo meios para a proteção da mata da Caboronga e desestimulo à caça predatória.

Interação com órgãos de defesa do meio ambiente e entidades locais

Infra estrutura obras publicas desenvolvimento urbano e rural
– Ampliar o Plano Diretor da Cidade (sede), com previsão de áreas de expansão habitacional, comercial, industrial e da malha viária;

– Criação da Secretaria de Transportes para melhor atendimento dos serviços de transporte urbano, rural e intermunicipal;

– Definir prioridades de execução de obras, dentro de uma política que privilegie o aspecto social e estético, cujo cumprimento se processe a partir de um cronograma de prioridade de 4 anos;

– Organizar e preparar os setores técnicos da prefeitura, visando garantir o cumprimento racional das metas traçadas;

PROGRAMA DO VENCEDOR
Desenvolvimento Urbano – Estrutura que facilita a vida
A requalificação de praças e outras vias públicas terão prioridade, sempre buscando inovar para o embelezamento da cidade.

A Caboronga e toda estrada que lhe dá acesso, assim como o Monte Alto, serão objeto de requalificação com vistas ao lazer e ao turismo, o que vai aumentar as opções no município.

MINHA OPINIÃO – o bloco da Caboronga subindo a ladeira do Céu!

OPINIÃO DOS ALUNOS – “Buscar uma faculdade para nossa cidade; mais policiamento; uma boa Biblioteca; em geral, a cidade de Ipirá tem que sofrer uma verdadeira faxina.” Rosineide Araújo 1º. C

“Incentivar o aumento das firmas para aumentar o mercado de trabalho e procurar investir na área da educação, sinalização, segurança e saúde.” Kamilla Lima 1º. A

“A cidade precisa de uma reforma política para alcançar o progresso. Estamos vivendo em um modelo político ultrapassado, no qual duas famílias tiram proveito da situação. O modo administrativo de ambos são iguais e tem grupos de pessoas que se envolvem no jogo político para sugar o dinheiro público. É preciso de um novo modelo político, no qual a cidade e as pessoas serão privilegiadas, através de novos recursos para o pleno desenvolvimento social.” Wivirson Flávio 3º. A

“A melhoria pra nossa cidade seria mais educação. Na área da saúde e do saneamento básico se houvesse uma melhora, já seria uma grande satisfação para o povo. Precisamos de alguém que saiba governar e pensar na sua população como ela é e como fazer para mudar. Precisamos de alguém que pense em toda a cidade, buscando ajuda a todos e principalmente os mais necessitados sem distinguir raça, cor ou grupo.” Adriane Maria Caetano 2º. B

“Na minha sugestão deveria incentivar a melhora do comércio, da economia e da segurança. Deveria ter mais áreas de lazer, lugares para as pessoas se divertirem nos finais de semana. Tem que surgir mais empregos e ter mais opção.O jovem aprendiz ser mais valorizado aqui, para que os jovens e adolescentes que precisam de trabalho; ter mais escolas do ensino médio e fundamental. Melhora na educação e saúde.” Thamires Pereira Almeida 1º. B

“Para desenvolver precisa mudar muitas coisas, como a saúde, falta muitos recursos; também, a educação. As ruas estão esburacadas e precisam de conserto; existe a falta de segurança; as praças e ruas não têm lixeira e precisam ser colocadas. A cidade precisa de várias reformas.” Rebeca Souza Nascimento 2º. B
“Para desenvolver minha cidade é necessário uma mudança na conjuntura política, acabar com a supremacia de dois grupos políticos, comandados, muitas vezes, por membros de uma mesma família. A política ipiraense se assemelha ao coronelismo, com características do voto de cabresto, a grande maioria da população vota apenas para benefício próprio, os candidatos visam do governo estadual e ‘favores’ para os seus. É necessário, primeiramente, uma nova concepção da população sobre a política; investir mais na saúde; buscar melhoras para a educação, através da contratação de funcionários mais competentes; atrair investimentos para a criação de empresas que gerarão empregos; é necessário valorizar o trabalho dos pequenos produtores rurais e buscar políticas para integrar o jovem da periferia, diminuindo a violência e o tráfico de drogas.” Raquel S. Gusmão 2º. B

Por Agildo Barreto