Japão pode enfrentar catástrofe ambiental após naufrágio de petroleiro

84

Grandes quantidades de uma substância semelhante ao petróleo estão chegando às praias de várias ilhas do Sul do Japão. Segundo a AFP, as autoridades japonesas temem que a contaminação possa ser causada pelo petroleiro iraniano Sanchi, que se afundou no mar da China Oriental há mais de duas semanas. O naufrágio poderá causar uma catástrofe ambiental.

Atualmente, as autoridades japonesas estão analisando a substância e enviaram a guarda costeira para proceder à limpeza das praias.

“Ainda não está claro se isto está relacionado com o Sanchi. Estamos coletando e analisando amostras”, disse à mídia o porta-voz do Governo, Yoshihide Suga.

O petroleiro iraniano Sanchi, com um carregamento de 136.000 toneladas de gás natural condensado, naufragou no dia 16 de janeiro no mar da China Oriental, a cerca de 300 quilômetros ao Leste do estuário do Rio Yangtze, uma semana depois de um acidente com o navio de carga CF Crystal, registrado na costa oriental da China. O acidente provocou grandes manchas de petróleo na água, o que, segundo cientistas e ecologistas podem afetar seriamente a vida nesta parte do mar.

Com informações da Sputnik News Brasil.